Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM
Conteúdo Empiricus

Estas 20 ações podem dobrar nos próximos meses e deixar o Ibovespa para trás

Depois de dispararem 464% as ações da carteira oportunidades de uma vida podem estar prestes a dobrar de valor nos próximos meses com a reabertura da economia

Finanças Pessoais Economia Gráfico Calculadora Mercados
(Imagem: Agência Brasil/Marcello Casal Jr)

“Seja ganancioso quando os outros estão com medo e medroso quando os demais estão gananciosos”. Quando dita pela primeira vez em 2008, a frase do bilionário norte-americano, Warren Buffett, foi encarada por muitos como um princípio simples e básico. Algo que deveria pertencer aos mandamentos de todo bom investidor. 

Afinal, não é segredo que, para que possamos capturar os maiores retornos com a Bolsa, devemos comprar na baixa (em tempos de crise/medo) e vender na alta (tempos de ganância).

Foi o que aconteceu em 2008 com quem comprou os ativos certos no piso da crise do subprime. Embora tenha sido um momento cheio de turbulências, quem conseguiu se antecipar à retomada da economia e investir nas ações certas, como as de Cia. Hering, Telebrás e IGB, pôde multiplicar o seu dinheiro por até 25 vezes.

Depois, o mesmo aconteceu em 2015, mas dessa vez em uma intensidade ainda maior. Quem enxergou oportunidade em meio ao impeachment da ex-presidente Dilma, da inflação galopante e da alta taxa de desemprego pôde transformar um investimento singelo de 9 mil reais em mais de 1 milhão com Magazine Luiza, por exemplo.

Olhando de longe pode até parecer uma escolha simples e óbvia para se fazer. Hoje, é evidente dizer que o mais correto na época era investir em ações como as de MGLU, Cia. Hering e Telebras, no piso da pandemia.

Mas conseguimos compreender a dificuldade e a complexidade de realmente pôr a frase do mega-investidor em prática quando avaliamos o cenário atual. Com o número de casos de coronavírus aumentando, novos lockdowns decretados, inflação em níveis preocupantes e a maior queda do PIB registrada na nossa história, a maioria das pessoas está pessimista e preocupada.

Já outros acreditam que a pandemia do coronavírus abriu uma janela de oportunidade similar àquela vista em 2015, na qual algumas pessoas comuns puderam se tornar milionárias a partir de investimentos modestos em poucas ações. Esse é o caso do analista autor da tese “O Fim do Brasil”, Felipe Miranda. 

Elas já entregaram 3 vezes mais retorno do que o Ibovespa e agora podem dobrar

Na avaliação de Miranda, estamos diante de um ponto de entrada único, similar ao visto em 2015, quando o analista lançou oficialmente a sua carteira de ações “Oportunidades de Uma Vida”. 

Na época Felipe acreditava que a Bolsa, aos 40 mil pontos, estava barata demais para ser ignorada.

De lá para cá, quem seguiu as recomendações de Miranda pode multiplicar o investimento por 5,7 vezes ao embolsar 476% de retorno, no mesmo período que o Ibovespa entregou +148% e o índice small cap +238%.

Agora, o analista avalia que os eventuais desdobramentos da reabertura dos mercados vão fazer com que alguns papéis chave da Bolsa se multipliquem por, pelo menos, duas vezes nos próximos meses. 

Com isso em mente, Miranda decidiu fazer alterações pontuais na sua carteira Oportunidades de Uma Vida. Entre elas, retirar os papéis de Pão de Açúcar (PCAR3) e Assaí (ASAI3) para adicionar 5 novas ações. Todos cases que podem se multiplicar por duas, até três vezes. 

“Acredito com toda a minha convicção que estamos diante de uma oportunidade de ganhar dinheiro…. ganhar dinheiro de verdade. Pra ser bem claro no que eu estou falando, as ações da minha carteira podem estar prestes a DOBRAR de valor nos próximos meses” – Felipe Miranda

QUERO ACESSAR POR 7 DIAS DE GRAÇA A CARTEIRA QUE ENTREGOU 476% DE RETORNO E PODE DOBRAR NOS PRÓXIMOS MESES 

Acompanhe a distribuição do portfólio da carteira do analista:

Repare como a alocação atual está bem distribuída entre setores que provavelmente vão se beneficiar da reabertura da economia:

  • Shoppings (8%);
  • Educação (2%);
  • Consumo (23%)
  • Infraestrutura (10%);

Com cases mais cíclicos – commodities e construção civil – combinados àqueles que podem entregar os maiores retornos no longo prazo – fintechs e telecomunicações. 

Dessa forma, a diversificação presente no portfólio Oportunidades de Uma Vida, que bate o mercado desde 2015, não só permite que os leitores de Felipe surfem com a retomada da melhor forma, como também os permite capturar retornos com a “nova economia”.

“Essa é a locação ideal para o momento atual, aquela em que estou investindo o meu dinheiro… o dinheiro da minha família. Acredito que ele possa, pelo menos, dobrar nos próximos meses – Miranda

QUERO ACESSAR POR 7 DIAS DE GRAÇA A CARTEIRA QUE ENTREGOU 476% DE RETORNO E PODE DOBRAR NOS PRÓXIMOS MESES