Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Líderes do petróleo começam a se entender e commodity salta 15%

02/04/2020 - 12:14
Opep
A convocação dos sauditas vem após pedido do presidente norte-americano Donald Trump por ações para estabilização dos mercados de petróleo (Imagem: Reuters/Leonhard Foeger)

A Arábia Saudita convocou reunião de emergência entre países da Opep, a Rússia e outros produtores para estabilizar o mercado de petróleo, que tem passado por turbulências desde o colapso de um acordo para cortes de oferta que levou os sauditas a aumentar sua produção.

O anúncio da Arábia Saudita nesta quinta-feira levou os preços do petróleo a subirem mais de 40%, ao somar-se a crescentes sinais de que o reino e a Rússia podem estar prontos para encerrar sua disputa por participação no mercado, voltando a cooperar.

Por volta das 12h45 (horário de Brasília), o Brent subia cerca de 17%, ajudando a impulsionar os papéis da Petrobras (PETR4), que subiam 13%.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse na quarta-feira que havia conversado com líderes sauditas e russos e que acreditava que os dois países iriam chegar a um acordo para apoiar os preços.

Donald Trump
“Acabei de falar com meu amigo MBS da Arábia Saudita, que conversou com o presidente Putin, da Rússia, e eu espero e acredito que eles vão cortar a produção”, disse Trump (Imagem: Reuters/Tom Brenner)

Mesmo após a disparada nesta quinta-feira, os preços do petróleo seguem mais de 50% abaixo do visto no início de 2020, antes da crise do coronavírus impactar o mercado.

A Arábia Saudita convocou a reunião de emergência da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e outros produtores, grupo conhecido como Opep+, dizendo que deseja um acordo justo para estabilizar o mercado, segundo a agência estatal de notícias SPA.

Mais cedo nesta quinta-feira, o ministro russo de Energia, Alexander Novak, disse à Reuters que o país não tem planos de aumentar sua produção de petróleo.

Uma fonte do Golfo familiar com o pensamento saudita disse mais cedo à Reuters que a Arábia Saudita apoiaria uma cooperação entre produtores para estabilizar o mercado.

“A Arábia Saudita sempre viu como bem-vinda e apoiou a cooperação entre produtores de petróleo em seus esforços para estabilizar o mercado durante a atual crise, com base nos princípios da justiça e equidade”, disse a fonte.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Gustavo Kahil - 02/04/2020 - 13:00