Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
EUA

CME Group: encurtamento do horário de negociação “não faz sentido”

18/03/2020 - 7:59
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Terry Duffy, presidente e CEO do CME Group, afirma que a decisão do secretário do Tesouro dos EUA “não faz sentido” e que o mercado financeiro deve permanecer aberto no horário normal para gerenciar o risco de forma adequada (Imagem: CNBC)

CME Group, empresa de negociação de derivativos, emitiu uma resposta crítica aos comentários de Steven Mnuchin, secretário do Tesouro dos EUA, sobre a possibilidade de encurtar o horário de negociação nos EUA, afirmando que menos horas “não fazem sentido” e que isso poderia aumentar a volatilidade de mercado.

Ontem, 17, em uma coletiva de imprensa, Mnuchin disse que a administração “acredita piamente em manter os mercados abertos”, mas um encurtamento do horário de negociação poderia acontecer “se isso for algo que precisam fazer”.

Em resposta à declaração de Mnuchin, Terry Duffy, presidente e CEO do CME Group, emitiu uma declaração, argumentando que o mercado financeiro deve permanecer aberto no horário normal para, de fato, gerenciar o risco de forma adequada.

“Ficamos bem surpresos em ouvir o secretário Mnuchin dizer que está coordenando com a Bolsa de Valores de Nova York sobre a possibilidade de encurtar o horário de negociação, apesar de ele não ter entrado em contato com todas as empresas de participação e de mercados de futuros, incluindo o CME Group e a Nasdaq”, afirmou Duffy.

“Um horário mais curto não faz sentido”, continuou ele. “Mercados financeiros são fundamentais para o gerenciamento de risco e a certificação da resiliência das economias dos EUA e do mundo. Assim, eles devem permanecer abertos, principalmente durante essa crise imprevisível quando as notícias, informações e eventos estão mudando em um ritmo tão acelerado.”

Dando destaque à natureza global da perturbação atual de mercado, Duffy afirmou que o encurtamento do horário nos EUA não resolveria adequadamente a volatilidade e poderia até mesmo ter o efeito contrário.

“Mercados são globais, então o encurtamento do horário nos EUA não iria diminuir a volatilidade”, afirmou Duffy. “Em vez disso, poderia aumentar conforme investidores fossem para outras plataformas fora dos EUA quando os desenvolvimentos acontecerem.”

A declaração também destacou duas medidas que a administração pode considerar como uma solução alternativa.

Em primeiro lugar, poderia incluir apenas os limites de queda de “circuit breaker” de 7% e 13% para que mercados acionários possam interromper negociações mais cedo em épocas de súbito declínio.

Em segundo lugar, poderia exigir que todos os fundos negociados em bolsa (ETF, na sigla em inglês) seguissem as mesmas regras de “circuit breaker”.

“Muitos ETFs são altamente ilíquidos e capazes de serem negociados sem estarem sujeitos aos mesmos padrões que futuros sobre ações ou mercados à vista”, afirmou a declaração. “Trazer ETFs para o mesmo âmbito com todos os outros mercados irá reduzir a diferença de preço e aliviar os picos de mercado no início de cada dia de negociação.”

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Leia mais sobre: CME, Crypto Times, Economia, ETF, EUA, Mercados, The Block
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 18/03/2020 - 7:59