Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Coronavírus faz FMI desacreditar de crescimento da economia global, diz porta-voz

27/02/2020 - 13:24
Claramente, o vírus terá um impacto no crescimento, afirma Gerry Rice, porta-voz do FMI (Imagem: Reuters/Rodrigo Garrido)

O coronavírus claramente terá um impacto no crescimento econômico global e o Fundo Monetário Internacional provavelmente reduzirá sua previsão de crescimento como resultado, disse nesta quinta-feira um porta-voz do FMI.

A diretora-gerente do FMI, Kristalina Georgieva, sinalizou o rebaixamento esperado no sábado, durante uma reunião de autoridades financeiras das 20 maiores economias do mundo, em Riad.

Em comunicado, ela disse que o surto de vírus provavelmente reduzirá o crescimento econômico da China este ano para 5,6%, 0,4 ponto percentual a menos em relação às perspectivas de janeiro, e reduzirá 0,1 ponto percentual do crescimento global.

“É provável que rebaixaremos nossas projeções de crescimento para o mundo”, disse o porta-voz do FMI Gerry Rice em um briefing regular. Ele acrescentou que não tinha novos números além dos da declaração de Georgieva, mas disse que mais detalhes surgirão à medida que o FMI se prepara para lançar um novo Panorama Econômico Mundial em abril.

Os mercados financeiros dos EUA foram afetados nesta quinta-feira pela rápida disseminação do coronavírus fora da China, intensificando os temores sobre o impacto no crescimento econômico e nos balanços das empresas.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

“Claramente, o vírus terá um impacto no crescimento. Depende muito da velocidade da recuperação na China e em outros países, dos efeitos de transbordamento, dos efeitos nas cadeias de suprimentos e da extensão em que outros países podem ser significativamente afetados”, disse Rice.

Ele disse que espera uma decisão em breve sobre o impacto do coronavírus para as reuniões do FMI e do Banco Mundial em abril, observando que uma série de opções está sendo considerada.

A Reuters informou na quarta-feira que autoridades estão considerando reduzir as reuniões ou realizá-las por teleconferência.

Rice disse que o FMI está em contato constante com autoridades da Organização Mundial da Saúde, Banco Mundial, bancos regionais de desenvolvimento e outros sobre o impacto do vírus.

O FMI disse que uma ação coordenada ou sincronizada da comunidade internacional será útil se o impacto piorar, mas Rice disse que esse ponto ainda não foi alcançado.

(Atualizada às 15h08)

Última atualização por Bruno Andrade - 27/02/2020 - 15:08