Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Fintechs não escapam dos efeitos da pandemia e vivem primeiro “teste de estresse”

26/03/2020 - 10:29
O aumento dos níveis de inadimplência deve levar fintechs a renegociar empréstimos, estendendo períodos e disponibilizando descontos (Imagem: Divulgação/Nubank)

As fintechs estão vivendo o seu primeiro “teste de estresse”, de acordo com a Ágora Investimentos. Com os impactos do coronavírus sobre a economia global, os níveis de inadimplência devem subir, levando à renegociação de empréstimos por parte dessas empresas.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

“É interessante ver como os clientes dos bancos tradicionais podem recorrer às fintechs em um período de crise. No entanto, isso não significa que não haja desafio para os recém-chegados, uma vez que a necessidade de caixa e provisão apenas tendem a aumentar”, afirmaram os analistas Victor Schabbel e Maria Clara Negrão.

Schabbel e Negrão ainda destacaram que a dificuldade do cenário para as fintechs deverá aliviar a pressão sobre os grandes players do setor financeiro.

Outro fator que pressionará ainda mais as novas empresas de tecnologia é a disponibilidade de financiamento para a expansão de seus negócios, que deve ficar mais limitada. Uma saída para fintechs focadas em pessoas físicas seria reduzir as despesas de aquisição de clientes para garantir que haja dinheiro sobrando.

Última atualização por Diana Cheng - 26/03/2020 - 12:44