Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Justiça do Rio autoriza quebra de sigilo de Flávio Bolsonaro, diz O Antagonista

13/05/2019 - 18:15
O pedido de quebra de sigilo foi efetuado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), autorizado em 24 de abril e foi mantido em sigilo até o presente momento (Imagem: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

O Tribunal de Justiça do Rio autorizou no fim de abril a quebra de sigilo bancário do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) e de seu ex-assessor Fabrício Queiroz, segundo informações divulgadas nesta segunda-feira (13) pelo “O Antagonista”.

Além de Flávio e Queiroz, também tiveram suas informações bancárias averiguadas: a mulher do senador, Fernanda Bolsonaro; a empresa pertencente aos dois (Bolsotini Chocolates e Café Ltda.); as duas filhas de Queiroz, Nathália e Evelyn; e a mulher do ex-assessor, Márcia.

O pedido de quebra de sigilo foi efetuado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), autorizado em 24 de abril e foi mantido em sigilo até o presente momento. Na ocasião em que autorizou a averiguação das contas bancárias, o juiz Flávio Nicolau afirmou que a ação era importante “para a instrução do procedimento investigatório criminal”, completa a reportagem do “O Antagonista”.

Os promotores do MP-RJ investigam uma movimentação financeira atípica de R$ 1,2 milhão na conta de Fabrício Queiroz quando ele trabalhava no gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Leia mais sobre: Flávio Bolsonaro, Justiça

Última atualização por Gustavo Kahil - 13/05/2019 - 18:15