Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Via Varejo ajustará balanço em até R$ 1,4 bilhão no quarto trimestre, devido às fraudes

12/12/2019 - 19:00
Impactos de longo prazo: patrimônio líquido deve encolher até R$ 940 milhões (Foto: Nathalia Nascimento)

A Via Varejo (VVAR3) anunciou que realizará ajustes no balanço do quarto trimestre, devido às fraudes identificadas pela auditoria interna. A empresa estima que o impacto das correções seja de R$ 1,2 bilhão a R$ 1,4 bilhão.

A empresa também informou que as fraudes repercutirão em outras linhas do balanço. O patrimônio líquido, por exemplo, poderá encolher entre R$ 800 milhões e R$ 940 milhões. Além disso, a companhia afirmou que haverá impacto no caixa, embora ressalte que não será “relevante”.

A Via Varejo também reitera que  já foram identificados ajustes relevantes, da ordem de R$ 200 milhões, referentes a créditos fiscais e outras provisões.

“A administração da companhia também continua empenhada na condução de um trabalho de identificação de riscos e oportunidades”

No documento, a empresa destaca que continuará tomando todas as medidas necessárias para o saneamento em definitivo das irregularidades contábeis pretéritas identificadas.

Fraudes contábeis

Em novembro, a companhia recebeu denúncias anônimas de irregularidades na contabilidade da rede de móveis e eletrodomésticos.

De acordo com fontes consultadas pela Suno Notícias, executivos da Via Varejo teriam contabilizado despesas operacionais como investimentos.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

O objetivo seria transformar, no futuro, as despesas de investimentos em receita e diminuir as provisões da companhia, o que transformaria o retorno sobre investimento da empresa maior do que o real.

Além disso, a denúncia aponta que depósitos judiciais não estariam em provisão, com a exclusão de processos jurídicos com o intuito de reduzir despesas.

Veja a íntegra do comunicado da Via Varejo ao mercado.

(Com Investing.com)

Leia mais sobre: Ações, Empresas, Varejo, Via Varejo

Última atualização por Márcio Juliboni - 12/12/2019 - 19:16