Informação independente faz a diferença

Relator contrário à denúncia de Temer teve maior emenda liberada da CCJ

 Paulo Abi-Ackel
Paulo Abi-Ackel foi o parlamentar que mais teve recursos comprometidos para suas iniciativas por meio de emendas

O deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), relator do parecer contrário à aceitação da denúncia do presidente Michel Temer, teve R$ 5,1 milhões empenhados em junho. Foi o parlamentar que mais teve recursos comprometidos para suas iniciativas por meio de emendas, revela um levantamento da ONG Contas Abertas.

Os 40 deputados que votaram a favor de Temer somaram R$ 134 milhões em empenhos para emendas e 36 conseguiram a liberação logo antes da votação.

Carlo Marun (PSDB-MS), outro defensor de Temer e relator da reforma da Previdência, poderá contar com R$ 5 milhões. A troca de cadeiras na CCJC foi bastante criticada, mas atingiu o objetivo de enviar um parecer desfavorável à denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, disse que irá tentar votar a denúncia no dia 2 de agosto. O governo, contudo, já pensa em adiar a votação no Plenário para setembro. A ideia, segundo apurou a Folha, é tentar incluir no pacote alguma outra eventual denúncia feita pela PGR.


 

Últimas Notícias