Informação desproporcional gera instabilidade
Você está a um passo de OBTER as ações mais lucrativas de 2017 - Clique e saiba mais

Venda de ativo para AES ajuda liquidez da Renova, diz Citi; Ações disparam 15%

Renova Energia
Notícia fez as units da Renova (RNEW11) dispararem mais de 15% na sessão de hoje

A venda do Complexo Eólico Alto Sertão II da Renova Energia para a AES Tietê por R$ 600 milhões irá ajudar na liquidez de curto prazo da companhia, avalia o Citi em um relatório enviado a clientes nesta quarta-feira. Além do valor, a AES assumiu a dívida do projeto que chega a R$ 1,150 bilhão. A notícia fez as units da Renova (RNEW11) dispararem mais de 15% na sessão de hoje.

Veja outras recomendações de ações

Segundo o analista Marcelo Britto, o preço estabelecido contou com um desconto de 20% de desconto para transações similares no segmento de renováveis. Ele ressalta que “uma vez que a injeção de caixa melhore a liquidez de curto prazo da Renova, o negócio deve ajudar a aliviar as preocupações sobre a estratégia de alocação de capital da Cemig”. As ações da Cemig operam com leve alta de 0,3%.

Operação

A AES Tietê poderá pagar, ainda, mais R$ 100 milhões sob a forma de earn out, se o desempenho do Complexo Alto Sertão II, apurado após período de cinco anos contados do fechamento da operação, exceder a referência mínima assumida.

Além disso, o valor da aquisição está sujeito a ajustes usuais neste tipo de operação, como de capital de giro. A AES Tietê esclarece, ainda, que o valor total do negócio, de R$ 650 milhões, anunciado no fato relevante divulgado no dia 13 de janeiro, fazia referência ao preço a ser pago pela aquisição, o qual embutia um earn out projetado de R$ 50 milhões.


Últimas Notícias