Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

10 ações do setor elétrico para comprar agora (e 4 para ficar longe)

27/04/2020 - 18:56
Destaque: Energisa é uma das favoritas do Safra no segmento de distribuição de energia (Imagem: Reprodução/Facebook/Energisa)

O Banco Safra divulgou um relatório bastante enfático sobre as companhias de energia, no qual, defende a ideia de que este é o momento para investir nestes papéis – e investir bastante, segundo Kaique Vasconcellos e Daniel Travitzky, que assinam a análise.

“Olhando para a frente, cremos que as concessionárias de energia são um setor ‘top pick’ para investir em ações e vemos muitas companhias com um bom ponto de entrada”, diz a dupla.

O maior trunfo do setor, neste momento, é contar com uma forte regulação, que lhe garante equilíbrio financeiro para se recuperar rapidamente da crise causada pelo coronavírus.

Das 14 ações do setor cobertas pelo Safra, dez tiveram as recomendações elevadas para outperform (desempenho esperado acima da média do mercado). “Neste momento, recomendamos que os investidores aumentem fortemente sua exposição ao setor”, reforçam os analistas.

Em linhas gerais, o Safra prefere as empresas de distribuição de energia, que oferecem maior potencial de alta, mas há boas opções também entre as geradoras e transmissoras.

Favoritas

No segmento de distribuição, os destaques do banco são Energisa (ENGI11), CPFL (CPFE3), Equatorial (EQTL3) e Neoenergia (NEOE3). Entre seus atributos, o banco cita a boa relação risco-retorno, a elevada qualidade de suas operações e o bom crescimento dos lucros.

Entre as geradoras, as favoritas do Safra são a Engie (EGIE3) e a Cesp (CESP6), por oferecerem um bom retorno, por um baixo risco, além de uma taxa interna de retorno (TIR) atraente.

A transmissora de energia preferida pelo banco é a Alupar (ALUP11), apoiada por uma “sólida” TIR de 7,8%. “A transmissão é um setor seguro, com receitas fixas e quase nenhum impacto do atual cenário”, diz o relatório.

Do outro lado, quatro empresas receberam recomendação neutra – o que, no polido mundo dos analistas, equivale a um “esqueça isso, por enquanto”. A AES Tietê (TIET11), devido ao fracasso em adquirir a Eneva; a Light (LIGT3), pela dificuldade do Safra em estimar o impacto da Covid-19 na região em que a empresa atua.

Completam o quarteto, a Copel (CPLE6), por causa de seu valuation, e a Transmissão Paulista (TRPL4), na medida em que os analistas esperam os resultados da nova estratégia de crescimento da companhia.

Veja as recomendações do Safra para o setor elétrico.

Empresa Ticker Recomendação Preço-alvo (R$) Potencial de alta (%)
Energisa ENGI11 Outperform 56 33,3
CPFL CPFE3 Outperform 39,7 39,3
Equatorial EQTL3 Outperform 25 36,6
Neoenergia NEOE3 Outperform 28,1 58,8
Cesp CESP6 Outperform 31,9 27,6
Engie EGIE3 Outperform 49,2 26,2
Alupar ALUP11 Outperform 29,6 32,7
Energias do Brasil ENBR3 Outperform 21,6 32,6
Taesa TAEE11 Outperform 31,4 16,1
Cemig CMIG4 Outperform 13,4 50,2
Copel CPLE6 Neutra 63,4 18,3
AES Tietê TIET11 Neutra 14,3 4,8
Light LIGT3 Neutra 16,8 61,7
Transmissão Paulista TRPL4 Neutra 21 10,9

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Última atualização por Márcio Juliboni - 27/04/2020 - 20:22