Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

20 ações promissoras para 2021, segundo os analistas do Banco Inter

28/12/2020 - 16:57
Petrobras PETR4
À prova de tudo: Petrobras é uma das apostas do Inter Research para 2021 (Imagem: Agência Brasil/Arquivo)

A poucos dias da virada do ano, analistas e investidores intensificam a busca pelos melhores papéis para 2021. O Inter Research, braço de análises do Banco Inter (BIDI11), elaborou um extenso relatório sobre o assunto e apontou 20 ações promissoras para o ano que vem.

Segundo o Inter, a Bolsa brasileira será marcada pelo retorno ao “velho normal”, com os setores que “ficaram para trás”, durante a pandemia, recuperando seu valor de mercado.

No acumulado até 21 de dezembro, o setor financeiro foi o que mais apanhou na Bolsa, com queda de 5,7%, seguido pelo setor de consumo básico (-1%), óleo e gás (-0,9%), utilidade pública (-0,7%) e telecomunicações (-0,5%).

Veja, a seguir, as 20 ações para ficar de olho nos próximos 12 meses. O Inter Research não divulgou os preços-alvo dos papéis.

1. Bradesco (BBDC4)
Boa estratégia de digitalização, com a Next e a Ágora. Forte atuação na área de seguros, bem protegida por barreiras regulatórias.

2. Banco do Brasil (BBAS3)
De um lado, o papel apresenta desconto excessivo. De outro, conta com bons drivers de valorização, como a parceria com o UBS e a digitalização.

3. Eztec (EZTC3)
Seus dois trunfos são o banco de terrenos estrategicamente bem posicionado, e a atuação em segmentos mais sensíveis ao ciclo de retomada econômica.

4. Yduqs (YDUQ3)
Apostou corretamente no ensino à distância fora dos grandes centros urbanos, onde a concorrência é menor. Agora, investirá em aquisições para manter a expansão.

5. Ômega (OMGE3)
Foco na geração de energias limpas, como a eólica e a solar, vai ao encontro da demanda mundial. Além disso, seus projetos possuem boa relação entre risco e retorno.

6. Alupar (ALUP11)
O setor de transmissão de energia, em que atua, é mais protegido de crises, pois sua receita não depende da demanda. Por fim, a ação ainda não está devidamente precificada.

7. Ecorodovias (ECOR3)
Algumas rodovias que opera são importantes corredores de comércio internacional, por isso, serão beneficiadas à medida em que a economia voltar a acelerar.

8. Petrobras (PETR3; PETR4)
Depois de impressionar o mercado com uma boa gestão durante a pandemia, a estatal seguirá colhendo bons frutos da venda de refinarias e do foco na exploração e produção de petróleo, que apresenta um custo bastante competitivo.

9. Klabin (KLBN11)
Este é um caso em que tamanho é documento. Uma das líderes mundiais na produção de embalagens e celulose, a empresa estará em posição privilegiada para captar os bons fundamentos do setor.

10. Sanepar (SAPR11)
Favorita do Inter Research no setor de saneamento, a concessionária se destaca pelo controle de custos, melhoria de margens e previsibilidade de receitas.

11. Panvel (PNVL3; PNVL4)
Com a retaguarda do R$ 1 bilhão captados no IPO, a rede de farmácias aposta na expansão no Sul do país. Além disso, a reabertura da economia deve levar a um aumento da demanda por medicamentos com prescrição.

12. BB Seguridade (BBSE3)
As ações são negociadas com desconto, em relação à sua média histórica. Some-se a isso, a expectativa de um bom retorno com pagamento de dividendos em 2021, e a seguradora se torna a principal aposta do Inter nesse mercado.

13. Aliansce Sonae (ALSO3)
A operadora de shopping centers é beneficiada pela grande diversificação geográfica e de segmentos de renda dos consumidores que atrai. Além disso, continuará capturando ganhos de sinergia.

14. CSN (CSNA3)
A companhia reduziu seu endividamento, durante a pandemia, e, agora, está pronta para capitalizar o crescimentos nos setores em que atua: siderurgia, mineração e cimento.

15. Gerdau (GGBR4)
Além dos investimentos em inovação, a Gerdau deve ser favorecida pela retomada dos investimentos em infraestrutura e nos setores de óleo, gás e mineração. O aquecimento do mercado imobiliário também ajudará.

16. Vale (VALE3)
A retomada do pagamento de dividendos aos acionistas continua como a grande aposta dos analistas para a mineradora em 2021. Em paralelo, a manutenção da cotação do minério de ferro em patamares elevados é outro fator que conta pontos.

17. Sinqia (SQIA3)
Seus dois trunfos são ser especializada em softwares e sistemas para o setor financeiro, num momento de digitalização dos bancos, e os recursos em caixa para aquisições.

18. TIM (TIMS3)
Maior beneficiada pela compra da área de telefonia móvel da Oi (OIBR3), a operadora conta com outras armas, como a moderna rede de fibra óptica e flexibilidade comercial para oferecer planos para todos os bolsos. Por fim, ainda há espaço para cortar custos e melhorar margens.

19. Movida (MOVI3)
Avançar nas vendas online de veículos seminovos e expandir as operações da Movida Cargo são as duas apostas da Inter Research para 2021. Além disso, a gestão de frotas tende a gerar resultados fortes no ano que vem.

20. Lojas Renner (LREN3)
Com as pequenas lojas de bairro fechando, a reabertura da economia deve elevar a demanda da Renner e permitirá que amplie sua participação de mercado. A varejista também seguirá investindo nas vendas online, a fim de consolidar um modelo omnichannel.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Márcio Juliboni - 28/12/2020 - 16:57