Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Frente fria traz chuvas para áreas agrícolas do Brasil; risco de geada é baixo

22/05/2020 - 14:50
Chuva
Para o Sudeste e outras áreas mais ao norte, como Goiás, Oliveira, contudo, as frentes frias têm perdido intensidade (Imagem: REUTERS/Nacho Doce)

Uma frente fria que está avançando desde o Rio Grande do Sul deverá trazer chuvas para importantes áreas produtoras do centro-sul do Brasil ao longo dos próximos dias até a terça-feira, e há expectativa de geadas pontuais, sem intensidade para gerar danos a culturas como milho, cana ou café, segundo meteorologistas.

“O Rio Grande do Sul registrou bons volumes de chuva na madrugada…. Um novo sistema de baixa pressão avança no Rio Grande do Sul trazendo mais chuvas… Este sistema está avançando para o Paraná e Mato Grosso do Sul, e devem ocorrer volumes bastante expressivos para o milho”, disse o agrometeorologista Marco Antonio dos Santos, em boletim da Rural Clima nesta sexta-feira.

Ele afirmou ainda que a frente fria entrará no sábado em São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso, antes de o sistema se afastar para o oceano a partir de domingo.

“Maio vai terminando com chuvas generalizadas, excelente para milho, café e cana-de-açúcar, condição bem atípica para a época do ano, condições para safrinha excepcionais, principalmente para Mato Grosso”, comentou Santos.

Já o meteorologista Celso Oliveira, da Somar, ressaltou que essas chuvas “estancam” as perdas pela estiagem já registradas no milho do Paraná.

“O número da safra passa a ser definitivo”, disse ele, em relação a um dos importantes produtores de milho segunda safra do Brasil.

Para o Sudeste e outras áreas mais ao norte, como Goiás, Oliveira mencionou, contudo, que as frentes frias têm perdido intensidade, o que deve resultar em volumes acumulados menores também nos próximos dias.

Segundo ele, o tempo seco tem ajudado bastante na colheita da cana, mas dificultado o plantio dessa cultura, o que pode ter impacto para a safra de 2021.

Ele ressaltou que as geadas não serão amplas ou de alta intensidade para afetar as lavouras, mas relatos pontuais de problemas para o milho e cana poderão ser feitos (Imagem: ASCANA)

Geadas

Após a passagem da frente fria, uma massa de ar polar avança e vai causar o declínio de temperatura em grande parte do centro-sul do Brasil, afirmou a Rural Clima, observando que as madrugadas de domingo, segunda e terça-feira podem ter temperaturas entre 3 a 5 graus Celsius em muitas localidades do sul de Mato Grosso do Sul, oeste do Paraná e sudoeste de São Paulo.

“Não são temperaturas para geadas amplas, mas tem possibilidade de ocorrências pontuais, em áreas produtoras de milho e cana”, disse Santos.

Ele ressaltou que as geadas não serão amplas ou de alta intensidade para afetar as lavouras, mas relatos pontuais de problemas para o milho e cana poderão ser feitos.

Santos disse ainda que as chuvas previstas antes de o frio se intensificar devem deixar os solos úmidos, reduzindo riscos de formação de geadas.

Para Oliveira, da Somar, o risco de geada nos próximos dias é baixo.

Mas o setor agrícola deve monitorar as próximas duas semanas, uma vez que, numa condição de temperaturas mais baixas, “se vier uma bolha de ar frio mais forte, aumenta o risco de geada”.

“Não me parece que vai mudar da água para o vinho, pode ter alguma geada mais forte, mas não generalizada (nas próxima semanas). Depois desse período de frio, as temperaturas voltam a subir. Ou seja, se não gear agora, uma geada em julho não traria consequências, pois o milho já estaria pronto.”

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Renan Dantas - 22/05/2020 - 14:50