AgroTimes

XP prevê forte receita no 4T23 para ação do agro que pode disparar 73%; acompanhe

27 jan 2024, 13:00 - atualizado em 27 jan 2024, 13:00
3tentos ação
Do lado negativo, a XP espera que a margem de lucro bruto ajustada para a ação diminua para 20,7%; entenda (Imagem: Facebook/3tentos)

A XP Investimentos projeta resultados mistos para a 3tentos (TTEN3) no quarto trimestre de 2023 (4T23), com números encorajadores provenientes da receita, com a receita líquida aumentando 38% a/a, liderada por volumes mais altos em todas as linhas.

Com isso, a corretora estima que a 3tentos esteja ganhando participação de mercado, enquanto os volumes provenientes da nova planta de esmagamento de soja em Mato Grosso também devem impulsionar a primeira linha.

Do lado negativo, a XP projeta que a margem bruta e a margem Ebitda ajustada sejam menores, com despesas de vendas acima do histórico, o que deve levar o Ebitda ajustado a R$ 211 milhões (-28% a/a).

  • Mais uma bolada bilionária da Vivo (VIVT3): Entenda como redução de capital de R$ 1,5 bilhão pode ir parar no bolso dos acionistas da empresa, e se vale a pena ter as ações para receber uma fatia; É só assistir ao Giro do Mercado abaixo:

Maior fatia de insumos para 3tentos

Com os concorrentes enfrentando dificuldades, a XP prevê a 3tentos apresentando outro trimestre forte, com volumes crescendo na casa dos 50% a/a, quase o suficiente para compensar a queda nos preços, já que a corretora projeta que a receita líquida caia 4% ano a ano.

Do lado negativo, a XP espera que a margem de lucro bruto ajustada diminua para 20,7% (de 27,7% no 4T22), devido ao:

  1. Mix (as vendas de defensivos agrícolas com margens mais altas foram adiadas para o 1T24);
  2. Nível de estoques ainda acima da média no setor;
  3. Aumento de Mato Grosso no mix de receitas – com estimativa para atingir ~20% no 4T23 contra ~12% no 4T22.

Melhores margens para receita e piores margens para grãos

Por fim, a corretora projetando um sólido aumento de 88% a/a na receita, impulsionado por maiores volumes, que devem se recuperar após a aprovação da Companhia pela ANP para vender biodiesel.

Além disso, como resultado dos preços mais baixos dos insumos (soja), eles projetam que as margens melhorem para 12,8% (+90bps t/t), levando o lucro bruto ajustado a aumentar 108% a/a

Por outro lado, a XP projeta que a receita líquida aumente 44%, impulsionada por volumes mais altos de novas operações em Mato Grosso. No entanto, eles esperam que o lucro bruto ajustado diminua 16% a/a devido ao pior mix de grãos.

Por fim, a corretora reforça sua visão de compra, com preço-alvo de R$ 19,10 e potencial de alta de 73%.

Repórter
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Money Times desde março de 2023. Antes disso, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Money Times desde março de 2023. Antes disso, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.