Carteira Recomendada

5 ações com grande potencial (e nível de risco) para abril, segundo a Ágora

31 mar 2023, 15:21 - atualizado em 31 mar 2023, 15:27
carteira ações recomendadas para março empiricus research
Ágora espera que os investidores tenham maior facilidade de leitura dos fundamentos da “nova” Aliansce Sonae. (Imagem: Freepik/Adobe Stock/Montagem: Giovanna Figueredo)

A Ágora Investimentos indicou cinco ações para comprar em abril e que possuem um maior nível de risco e também o maior potencial de valorização em um cenário positivo para a Bolsa.

O portfólio é diferente da carteira tradicional mensal, que é um pouco mais conservadora.

Em abril, o beta (medida de risco) do conjunto de recomendações arrojadas se manteve como o do mês passado, a 1,2, ligeiramente acima do Ibovespa.

Isso porque a Ágora não realizou alterações na carteira, que segue com Aliansce Sonae (ALSC3), BTG Pactual (BPAC11), CSN Mineração (CMIN3), Embraer (EMBR3) e Santos Brasil (STB3).

Veja o que diz a corretora sobre cada uma das empresas:

Aliansce Sonae

A Ágora espera que os investidores tenham maior facilidade de leitura dos fundamentos da “nova” Aliansce Sonae resultante da fusão com a brMalls, reduzindo o que a corretora avalia como um desconto do papel.

“O mercado negligencia o potencial da companhia pós M&A, o que pode tornar as ações da nova Aliansce Sonae as de maior liquidez dentro do setor imobiliário”, disseram os analistas.

A entrada recente das ações no Ibovespa, destacaram, pode dar luz à tese para o investidor local e para o estrangeiro.

BTG

Em meio a uma preocupação com o crédito no Brasil, a Ágora pontua que o BTG Pactual possui uma forte franquia e ampla diversificação de negócios.

O banco, disse a corretora, deve continuar sustentando uma maior rentabilidade, mesmo quando consideradas premissas mais negativas para as unidades de negócios.

“Os aspectos negativos já parecem estar precificados, uma vez que o banco é negociado a um múltiplo P/L estimado para 2023 de 7,9x e P/PVA de 1,6x, queda de 28% e 30%, respectivamente, em relação à média de 2022”.

CSN Mineraemção

A Ágora projeta um ligeiro aumento anual nos volumes de minério de ferro exportados pela CSN Mineração (passando a 37 milhões de toneladas em 2023 contra 34 milhões em 2022). Os custos totais, disse, devem continuar caindo em função de fretes mais baixos e melhor diluição de custos fixos e custos de energia menores.

Na avaliação da corretora, a CSN Mineração deve registrar algo perto de R$ 7,5 bilhões de Ebitda em 2023, com saudável conversão de caixa de R$ 2,6 bilhões –já assumindo R$ 2,5 bilhões em investimentos. “Prevemos que R$ 3,6 bilhões serão pagos em dividendos”, disse.

Embraer

Para a Ágora, a recente viagem de um grupo de empresários e membros do governo para a China pode abrir as portas de um importante mercado, que esteve fechado para a Embraer nos últimos cinco anos.

A novidade, disse a corretora, poderia contribuir para a continuidade do movimento positivo de curto prazo, somado a tendência observada nos números e orientação da companhia.

Santos Brasil

Reabertura da China, expectativa de preços mais baixos do frete marítimo e a diminuição da escassez de contêineres devem ajudar o comércio global e consequentemente impulsionar os volumes da Santos Brasil, disse a Ágora.

A corretora espera que a empresa reporte um Ebitda de cerca de R$ 1 bilhão em 2023.

Editor
Jornalista formado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), com MBA em finanças pela Estácio. Colaborou com revista Veja, Estadão, entre outros.
Linkedin
Jornalista formado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), com MBA em finanças pela Estácio. Colaborou com revista Veja, Estadão, entre outros.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.