BusinessTimes

7 de setembro: Preço das passagens de avião para destinos mais buscados aumenta mais de 20%

26 ago 2022, 15:00 - atualizado em 24 ago 2022, 11:07
Setor aéreo
Preço das passagens para os destinos mais buscados no feriado de 7 de setembro aumenta mais de 20% (Imagem: John McArthur/Unsplash)

Após quase dois anos de restrições sanitárias devido a Covid-19, hoje – com a vacinação e um cenário mais estável – viajar volta a ser possível para o brasileiro. Mas, engana-se quem pensa que é simples assim: agora as limitações estão pegando no bolso.

Segundo o estudo do buscador de voos Viajala.com.br, os destinos comumente mais buscados para o feriado do dia 7 de setembro, que este ano cai em uma quarta-feira, saindo de São Paulo, apresentaram aumento de preço de, no mínimo, 20% entre 2021 e 2022.

O site considerou as buscas de ida e volta feitas nos últimos 30 dias para viajar nas datas próximas do 7 de setembro de 2022, e comparou com as buscas feitas entre meados de julho e de agosto de 2021 para viajar no feriado da Independência daquele ano.

De Norte a Sul: Viagens mais caras

Nem ponte aérea escapa dos aumentos. O preço médio para viajar de São Paulo ao destino mais buscado na plataforma este ano, o Rio de Janeiro, aumentou 109% de um ano para o outro: passou de R$429 em 2021 para R$895 em 2022.

O preço médio dos voos de ida e volta para Salvador, destino mais buscado para o feriado em 2021 e que, neste ano, segue no top 10, subiu de R$845, em média, no ano passado, para R$1.475 em 2022, um aumento de mais de 74%.

Recife, o segundo destino mais buscado para o feriado saindo de São Paulo, tanto em 2021 quanto em 2022, também aumentou de preço nos voos analisados de ida e volta: foi de R$1.122 para R$1.343, uma alta de quase 20%.

Alta dos preços para o ano todo

Por mais que seja comum que preços de passagens aéreas aumentem para períodos de alta demanda, como é o caso do feriado, os especialistas alertam que a alta dos preços se aplica para o ano todo, sem muita distinção.

“Os preços mais elásticos ficam evidentes em rotas que costumavam ser baratas, como de São Paulo a Brasília ou a Belo Horizonte, que praticamente dobraram de preço e atingem hoje o custo de rotas que, antes, eram consideradas caras, como as que envolvem voos do Sul ou do Sudeste para o Norte ou para o Nordeste”, aponta o diretor de vendas do Viajala, Rodrigo Melo.

Por exemplo, nas passagens de ida e volta pesquisadas entre julho e agosto de 2022 para viajar em qualquer data do segundo semestre deste ano, saindo de São Paulo, o preço médio encontrado para Brasília foi de R$1.257 e para Belo Horizonte, R$806.

Ainda segundo dados do Viajala, na mesma época do ano passado, essas passagens de ida e volta custavam em média R$630 e R$457, respectivamente, aumentos de cerca de 100% e 76%. Na rota São Paulo – Porto Alegre, o preço médio de ida e volta no período analisado subiu 65%: de R$673 em 2021 para R$1.110 em 2022.

Viagens internacionais também estão mais caras

Para o executivo, o aumento de preço tem sido ainda mais sentido no bolso quando se trata de viagens internacionais.

“Antes da pandemia, comprando com antecedência, era plenamente possível encontrar passagens de ida e volta para a Europa ou os EUA por menos de R$3.000, mesmo que não houvesse alguma promoção significativa das companhias aéreas”, complementando que “neste momento, quem compra por R$4.000 a R$5.000 está fazendo um bom negócio”.

A rota São Paulo – Lisboa, rota internacional mais procurada no buscador Viajala, tinha preço médio de R$2.481 entre julho e agosto do ano passado, para viajar (ida e volta) nos meses seguintes.

Em 2022, o preço médio encontrado nos voos de ida e volta de São Paulo para Lisboa nos últimos 30 dias para viajar no segundo semestre passou para R$7.634.

Justificando os aumentos

Empresas e consumidores estão sentindo os impactos econômicos. O dólar impactou os resultados de empresas do setor, como, por exemplo, Azul e Gol, uma vez que houve aumento expressivo no preço de combustíveis no período, refletindo em alta dos custos das aéreas.

“Em setembro de 2021, o setor via a vacinação engrenando e os números de mortes e casos em queda pela primeira vez desde a descoberta da variante Gama, que foi detectada em Manaus no começo do ano. As viagens estavam sendo retomadas, mas o preço ainda estava contido”, explica Melo.

“Porém, além do aumento natural dos preços pelo retorno à normalidade, há uma pressão maior pela demanda reprimida, pela inflação e pelas frequentes altas dos combustíveis”, pontua.

Além do setor de aviação, a operadora de turismo CVC também exibiu resultados influenciados pela alta do dólar, já que parte de seu faturamento é atrelado a moeda.

Destinos mais buscados para o feriado de 7 de setembro

Os destinos mais buscados dos últimos 30 dias para as datas do feriado de 7 de setembro, partindo de São Paulo, segundo dados do buscador de voos Viajala:

  1. Rio de Janeiro – Preço médio encontrado no voo de ida e volta: R$895;
  2. Recife – Preço médio encontrado no voo de ida e volta: R$1343;
  3. Porto Seguro – Preço médio encontrado no voo de ida e volta: R$1365;
  4. Buenos Aires – Preço médio encontrado no voo de ida e volta: R$2278;
  5. Fortaleza – Preço médio encontrado no voo de ida e volta: R$1487

Na comparação: Os destinos mais buscados em 2021

Já, os cinco destinos mais buscados em 2021, entre a segunda quinzena de julho e a primeira quinzena de agosto, para as datas do feriado de 7 de setembro daquele ano, partindo de São Paulo, apresentaram aumentos de maneira geral:

  1. Salvador (BA): Foi o destino mais buscado no período. O preço médio era de R$845 na ocasião para o voo de ida e volta. Em 2022, o preço médio para Salvador, nas mesmas condições de análise, aumentou mais de 74% (R$1.475).
  2. Recife (PE): Também ocupava o segundo lugar para o feriado no ano passado, com preço médio de R$1.122 no voo de ida e volta. Aumentou cerca de 20% em 2022.
  3. Fortaleza (CE): Estava entre os destinos mais buscados em 2021, em terceiro lugar. Na ocasião, o preço médio do voo de ida e volta era de R$1194. Aumentou mais de 24% em 2022.
  4. Natal (RN): Estava entre os 5 destinos mais buscados em 2021 e agora, em 2022, está no top 20. Na época, o preço médio de ida e volta para o feriado era de R$1247. Em 2022, aumentou quase 27% (R$1.580).
  5. Rio de Janeiro (RJ): Quinto lugar entre os destinos mais buscados para o feriado em 2021, tinha preço médio de ida e volta de R$429 na ocasião. Em 2022, subiu para primeiro lugar mesmo mais que dobrando de preço: o aumentou entre um ano e outro foi de 109%.

🤳Siga o Money Times no Instagram!🤳

Conecte-se com o mercado e tenha acesso a conteúdos exclusivos sobre as notícias que enriquecem seu dia! Sete dias por semana e nas 24 horas do dia, você terá acesso aos assuntos mais importantes e comentados do momento. E ainda melhor, um conteúdo multimídia com imagens, vídeos e muita interatividade, como: o resumo das principais notícias do dia no Minuto Money Times, o Money Times Responde, em que nossos jornalistas tiram dúvidas sobre investimentos e tendências do mercado, lives e muito mais… Clique aqui e siga agora nosso perfil!

Estagiária
Formada em Gestão de Negócios e Inovação pela Fatec Sebrae e, atualmente, estudante de Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero. Tem como propósito atuar visando os princípios éticos do jornalismo com comprometimento com a informação de qualidade e o combate à desinformação.
Linkedin
Formada em Gestão de Negócios e Inovação pela Fatec Sebrae e, atualmente, estudante de Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero. Tem como propósito atuar visando os princípios éticos do jornalismo com comprometimento com a informação de qualidade e o combate à desinformação.
Linkedin