Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

À espera do fim de semana, traders focam apenas em ‘sobreviver’

28/02/2020 - 16:54
Mercados Europa CAC 40
Cerca de US$ 6 trilhões foram eliminados dos mercados acionários globais nesta onda de vendas (Imagem: REUTERS/Charles Platiau)

O que quer que aconteça nas negociações de sexta-feira, nesta semana e fechamento do mês, duas coisas são certas nos mercados globais: a escala das oscilações de fevereiro tem poucos precedentes e todos envolvidos terão histórias para contar.

O índice S&P 500 está a caminho do sétimo dia de baixa, o que seria a maior sequência de perdas desde 2016.

Cerca de US$ 6 trilhões foram eliminados dos mercados acionários globais nesta onda de vendas, enquanto títulos públicos já caros registraram tanta demanda que os rendimentos atingiam mínimas históricas diariamente.

“Agora tem mais a ver com sobrevivência do que retorno sobre capital”, disse John Moore, chefe de trading da Berkeley Capital Wealth Management.

“A noite passada foi de insônia, e podemos ter outra hoje à noite, mas o fim de semana está chegando, então dedos cruzados para que as coisas se acalmem.”

Esta onda de vendas vem com uma vantagem adicional: velocidade. Em um exemplo que resume a semana, o Dow Jones Industrial Average em um momento deu um mergulho de 500 pontos em 45 minutos na quinta-feira. A correção do índice S&P 500 foi a mais rápida já registrada.

Nos pregões e nas mesas de pesquisa em todo o mundo, participantes do mercado ainda recuperam o fôlego e se preparam para o que virá a seguir.

27 horas

Sem surpresa, a insônia tem sido um tema comum. Na Futures First, o analista de pesquisa Rishi Mishra disse que alguns colegas haviam passado até 27 horas nas mesas. Para os jovens, é um evento único na carreira.

“Muitos de nós que não negociamos durante a crise de 2008 vemos isso como um daqueles dias em que você poderia contar aos netos”, disse Mishra.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

De fato, de forma ameaçadora, nos próprios mercados as comparações com 2008 e com a crise financeira global começam a surgir. O S&P 500 caiu 2,4% às 9h46 em Nova York na sexta-feira, o que poderia ser a pior semana desde o início de outubro de 2008. Foi o período de turbulência após o colapso do Lehman Brothers.

Última atualização por Renan Dantas - 28/02/2020 - 16:54