BusinessTimes

A rede ilegal de venda de drogas por trás do Snapchat

20 jan 2022, 10:51 - atualizado em 20 jan 2022, 10:51
Pílulas drogas ilegais
As drogas comercializadas na rede social contém doses letais de fentanil (Imagem: Unsplash/James Yarema)

O Snapchat vem encarando diversos problemas com relação ao uso da rede social como plataforma para a venda ilegal de drogas nos EUA.

Desde outubro de 2021, após investigações da NBC revelarem a extensão da rede por trás do comércio ilegal de sintéticos e suas numerosas mortes, a Snap Inc. – empresa responsável pelo Snapchat – se comprometeu a desenvolver novos mecanismos de monitoramento, além de ferramentas de apoio àqueles que buscassem pelos produtos.

Apesar de seus esforços para solucionar o tema, as consequências já são irreparáveis. De acordo com dados do governo norte-americano, cerca de 7 mil jovens perderam suas vidas em decorrência do consumo de drogas vendidas através de redes sociais apenas em 2020.

Na terça-feira (18), quase três meses após a exposição dos casos, a empresa divulgou que 88% dos conteúdos publicados relacionados a drogas são detectados automaticamente por sistemas automatizados, enquanto os demais 12% são reportados pelos usuários.

Snapchat
De acordo com a Drug Enforcement Administration, órgão responsável pelo controle de narcóticos nos EUA, as drogas comercializadas são vendidas aos jovens como ansiolíticos ou calmantes (Imagem: Unsplash/ @maygauthier)

Além dos números, a rede social também anunciou que usuários entre 13 e 17 anos contarão com dispositivos de controle parental ainda mais eficientes e novas “travas” na barra de buscas – que os impedem de pesquisar conteúdos relacionados a drogas e os encaminham para materiais educativos sobre o tema.

De acordo com a Drug Enforcement Administration, órgão responsável pelo controle de narcóticos nos EUA, as drogas comercializadas são vendidas aos jovens como ansiolíticos ou calmantes, mas na verdade contém altas doses de fentanil – um opioide 100 vezes mais forte que a morfina.

As pílulas falsificadas causam morte por envenenamento, já que em quantidades inadequadas, o fentanil é altamente letal.

Com 50% dos seus usuários abaixo dos 25 anos, o Snapchat está entre as redes sociais mais utilizadas do mundo, com cerca de 100 milhões de usuários apenas nos EUA. Apesar de ser utilizada como um meio de comunicação rápido e prático entre adolescentes, especialistas afirmam que sem o devido monitoramento, a plataforma pode se tornar “paraíso para traficantes”.

Estagiário
Estudante de jornalismo na Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM). Foi tradutor no Programa de Voluntários Internacionais da ONU durante dois anos. Na universidade, desenvolve pesquisas em Linguagem e História do Pensamento Social Brasileiro. Escreve sobre tecnologia, ciência, conflitos e assuntos internacionais.
Linkedin
Estudante de jornalismo na Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM). Foi tradutor no Programa de Voluntários Internacionais da ONU durante dois anos. Na universidade, desenvolve pesquisas em Linguagem e História do Pensamento Social Brasileiro. Escreve sobre tecnologia, ciência, conflitos e assuntos internacionais.
Linkedin