Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Ação da Gerdau reflete perspectiva muito ruim com pandemia, diz Safra

30/03/2020 - 14:56
Gerdau, linha de produção de aços longos
A Gerdau anunciou o fechamento de suas operações de aços especiais nos Estados Unidos (Imagem: Facebook/Gerdau)

A desvalorização de 51% das ações da Gerdau (GGBR4) no ano tem explicação. Segundo a equipe de análise do banco Safra, o preço atual do papel parece refletir uma perspectiva negativa muito forte, já que ele é influenciado pelos impactos do coronavírus, ainda difíceis de estimar, e pelo alto nível de incerteza envolvendo o cenário futuro.

“A disseminação do coronavírus e as tentativas de limitar seu alcance deu origem a medidas rígidas que podem ter impacto negativo significante na atividade econômica”, afirmaram os analistas Conrado Vegner e Victor Chen.

Conrado e Chen chamaram atenção para o fato de que muitos fabricantes de carros suspenderam suas atividades no Brasil por conta da doença. Isso, somado com as incertezas dos mercados, influenciará na demanda por aço e, consequentemente, nos negócios da Gerdau.

Derrubada dos volumes

A Gerdau anunciou o fechamento de suas operações de aços especiais nos Estados Unidos. Unidades na Argentina e no Peru também foram paralisadas devido às restrições impostas pelos governos de cada país.

Na avaliação dos analistas, o valor da ação da companhia reflete uma potencial queda de 40% nos volumes em 2020 e mais 5% em 2021.

“Em nossas simulações, consideramos que as usinas integradas operariam com 80% de capacidade, enquanto a produção de unidades de menor porte sofreria ajustes por conta da queda acentuada da venda de volumes. O inventário construído ao longo de 2020 e 2021 seria gradualmente usado nos anos seguintes”, explicaram.

Gerdau
Na avaliação dos analistas, o valor da ação da companhia reflete uma potencial queda de 40% nos volumes em 2020 e mais 5% em 2021 (Imagem: Facebook/Gerdau)

Ainda assim, os efeitos no desempenho financeiro da Gerdau não são motivo de grande preocupação, uma vez que a companhia usufrui de certa estabilidade.

“No fim de 2019, o saldo de caixa da Gerdau era de R$ 6,3 bilhões, enquanto a dívida a curto prazo somava R$ 1,6 bilhão. Fornecedores, folhas de pagamento e tarifas totalizavam R$ 4,9 bilhões, e os recebíveis estavam em R$ 2,7 bilhões”, destacaram Vegner e Chen.

A recomendação do banco para a ação é de outperform (desempenho acima da média do mercado), com preço-alvo para o fim de 2020 de R$ 21,10.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Última atualização por Diana Cheng - 30/03/2020 - 14:58