Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Ações da Cruzeiro do Sul desabam 7,29% em estreia na Bolsa

11/02/2021 - 18:40
Cruzeiro do Sul
Na última terça-feira (9), a empresa definiu em R$ 14 preço das ações, abaixo da faixa indicativa de R$ 16,40 a R$ 19,60 por ação (Imagem: Divulgação/B3)

As ações da Cruzeiro do Sul (CSED3) fecharam em forte queda na sessão desta quinta-feira (11), em primeiro dia de negociações na Bolsa.

Assim, os papéis caíram 7,29%, a R$ 12,98. Enquanto isso, o Ibovespa (IBOV) subiu 0,73, a 119.299,83 pontos.

Na última terça-feira (9), a empresa definiu em R$ 14 preço das ações, abaixo da faixa indicativa de R$ 16,40 a R$ 19,60 por ação. Dessa forma, a empresa levantou R$ 1,23 bilhão.

Do montante total, R$ 1,07 bilhão correspondem à emissão de ações novas, cujos recursos irão para o caixa da companhia, que pretende usá-los para comprar rivais no setor.

Outros R$ 160,65 milhões são da venda de ações detidas por sócios da Cruzeiro do Sul, incluindo fundos geridos pela BRL Trust e pela Magnetis.

Fundada em 1965 e com sede em São Paulo, a Cruzeiro do Sul se apresenta como o quarto maior grupo privado de ensino superior em número de alunos no Brasil.

Além da própria Cruzeiro do Sul, a empresa é dona de marcas como Unicid, UDF, Módulo, Universidade Positivo e Braz Cubas.

“O IPO da Cruzeiro do Sul Educacional marca, depois de um hiato de quase uma década, a volta de um setor muito tradicional na bolsa e tão essencial para o futuro do nosso Brasil e das nossas pessoas. Essa oferta também transmite uma mensagem extremamente forte e importante para o mercado, de que o atual ciclo de IPOs não está restrito a setores ou perfis específicos de companhias”, comentou Gilson Finkelsztain, presidente da B3.

“Estamos em um setor que move o Brasil. São 6 milhões e 600 mil alunos na rede privada, isso é quase 80% do sistema de educação superior no Brasil. Diante disso, podemos afirmar que o sistema privado é o que forma os profissionais qualificados no nosso país, e estamos muito felizes com esse novo passo do grupo”, comemorou Fábio Ferreira Figueiredo, Diretor de RI e acionista da Cruzeiro do Sul Educacional.

Os recursos captados pela oferta da Cruzeiro do Sul serão utilizados para realização de operações de fusões e aquisições, bem como em investimentos para expansões.

Com a realização de seu IPO, o grupo passa a ser a 173ª empresa listada no Novo Mercado, segmento com os mais elevados padrões de governança corporativa.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Renan Dantas - 11/02/2021 - 18:45

Pela Web