Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Ações da JSL operam em baixa, após operação que vendeu papéis por R$ 9,60

09/09/2020 - 13:28
JSL
Na fila: JSL aguarda início das negociações das ações da Simpar, nova holding do grupo, para focar unicamente em logística (Imagem: Facebook da JSL)

As ações da JSL (JSLG3) operam em baixa nesta quarta-feira (9), primeiro pregão após a captação de R$ 693,6 milhões, por meio da colocação restrita de ações por R$ 9,60 cada. Às 13h08, os papéis recuavam 1,21% e eram negociados por R$ 31,88.

No mesmo instante, o Ibovespa avançava 0,51% e marcava 100.561 pontos, acompanhando o movimento positivo das principais bolsas do mundo.

Na mínima do dia, até agora, a JSL foi negociada por R$ 31,80; na máxima, por R$ 33,20. Os valores representam, respectivamente, uma queda de 1,45% e uma alta de 2,9% sobre os R$ 32,27 com que os papéis fecharam ontem (8).

Segregação

O preço de colocação da oferta ficou abaixo da faixa indicativa dos coordenadores da operação, que ia de R$ 11,07 a R$ 14,44. As novas ações serão negociadas, por enquanto, com um código diferente na B3 – JSLG11, já refletindo a cisão parcial da JSL.

Como se sabe, a companhia passa por uma reestruturação. A JSL, que até agora acumula as funções de operadora logística e de holding do grupo, passará a ser, exclusivamente, uma companhia operacional, focada em logística.

A função de holding foi transferida para a Simpar. Assim, as ações emitidas nesta operação só passarão a ser negociadas com o código JSLG3, quando a própria Simpar estrear na B3.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Márcio Juliboni - 09/09/2020 - 13:28