Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Ações da Telefónica caem 3% na Europa após lucro de 2019 decepcionar

20/02/2020 - 11:44
Os resultados foram “negativos para as ações, uma vez que o lucro líquido ficou claramente abaixo do consenso”, segundo corretora sediada em Madri (Imagem: Reuters/Lucas Jackson)

As ações da Telefónica recuavam cerca de 3% nesta quinta-feira, por volta das 11h40 (horário de Brasília), depois que a empresa registrou uma queda acentuada no lucro líquido, principalmente devido a um custoso programa de demissões na Espanha.

Assim como outras empresas do setor, o quarto maior grupo de telecomunicações da Europa luta para impulsionar o crescimento dos lucros em um mercado cada vez mais saturado, e prometeu se reinventar em novembro.

Como parte do plano de recuperação, a Telefónica ofereceu aposentadoria antecipada a funcionários com 53 anos ou mais na Espanha, custando 2,2 bilhões de euros em provisões de reestruturação que levaram a uma queda de 66% no lucro líquido do ano.

Os resultados foram “negativos para as ações, uma vez que o lucro líquido ficou claramente abaixo do consenso de estimativas”, disse a corretora CM Capital Markets, em Madri, em nota a clientes.

As vendas atingiram 48,42 bilhões de euros (52,27 bilhões de dólares) durante o ano de 2019, superando a meta de um aumento anual de 2%, conforme flutuações cambiais e hiperinflação na América Latina foram eliminadas.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Isso superou a previsão de analistas fornecida pela empresa de 47,8 bilhões de euros e sustentou um aumento anual de 1,9% no lucro operacional antes da depreciação e amortização (OIBDA).

“Esperamos um crescimento estável nas principais métricas, um dividendo estável e atraente, com um compromisso de longo prazo com um crescimento sustentável e responsável”, disse o presidente-executivo da empresa, José María Álvarez-Pallete, em comunicado.

Em termos reportados, o OIBDA apresentou uma queda de 2,9% no ano, para 15,1 bilhões de euros devido a custos de reestruturação, redução do ágio na Argentina, ganhos de capital e outros fatores.

Confira os números da Telefónica Global em 2019:

Última atualização por Lucas Simões - 20/02/2020 - 11:44