Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Ações da Triunfo recuam mais de 3% com decisão mantendo fechamento de pedágio

06/03/2019 - 15:57

Triunfo

Por Investing.com – As ações da Triunfo Participações e Investimentos (TPIS3) operam em queda de 3,16% na parte da tarde desta quarta-feira na bolsa paulista. Na noite de domingo, a companhia divulgou fato relevante que a 1ª vara Federal de Jacarezinho determinou que a Econorte (controlada pela TPI) não retome a cobrança de tarifa na praça de pedágio de Jacarezinho, atendendo ao Pedido Incidental de Tutela Inibitória proposto pelo Ministério Público Federal.

Acompanhe o Money Times no Instagram!

Apenas para investidores: melhores small caps reveladas

Ainda de acordo com a companhia, a redução das tarifas em 26,75% nas demais praças da Econorte permanece suspensa, conforme publicado em 1º de março pela TPI. Dessa forma, às 0h do dia 2 de março, a Econorte voltou a cobrar os valores vigentes antes da Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público Federal.

Na tarde de sexta-feira (1º) o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, deferiu o pedido para sustar os efeitos de liminar que impedia a concessionária Econorte de cobrar pedágio na praça de Jacarezinho (PR) e de prestar serviços nas rodovias BR-153 e PR-090.

Concedida pela Justiça Federal em Curitiba nos autos de uma ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF), a liminar havia determinado, além da desinstalação do pedágio de Jacarezinho, a imediata redução da tarifa nas outras praças de arrecadação da Econorte em 26,75%, e a retomada do cronograma original de obras da concessão. As decisões foram mantidas pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), após recurso da concessionária.

No curso da Operação Integração, o MPF moveu ação civil pública sustentando, entre outras coisas, que a Econorte e suas afiliadas teriam efetuado pagamentos para obter modificações irregulares no contrato de concessão de exploração rodoviária, o qual teria sido aditado diversas vezes pelo poder público de forma indevida.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Última atualização por Vitória Fernandes - 06/03/2019 - 16:00