Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Análise de padrão do dólar indica que Ibovespa pode subir mais de 50%

26/05/2020 - 15:10
Daniel Gewehr, que assina a análise do banco, encontrou um padrão claro (Imagem: REUTERS/Dado Ruvic/Illustration)

Boa parte do tempo de analistas e investidores é gasto na busca de sinais que mostrem quando o mercado vai cair ou subir, e com que intensidade. Afinal, perceber antes o que vai acontecer é a diferença entre fazer e perder fortunas.

Pensando nisso, o Santander (SANB11) estudou quando o câmbio pode indicar movimentos de alta na Bolsa brasileira e de outros países.

Daniel Gewehr, que assina a análise do banco, encontrou um padrão claro, capaz de predizer períodos de valorização. Seu estudo comparou a desvalorização de moedas locais, como o real e o peso argentino, com o comportamento das ações nos 180 dias seguintes.

Padrão

Ele descobriu que, sempre que uma moeda está sobrevendida numa proporção de dois desvios-padrão abaixo de sua média, o índice de ações da bolsa local sobe nos 180 dias posteriores.

Traduzindo: a oscilação do câmbio costuma ocorrer dentro de uma certa faixa, cujo eixo é a cotação média da moeda. Quando a moeda local perde muito valor (dois desvios abaixo da média), é sinal de que a Bolsa vai subir.

A intensidade desta alta varia, conforme o país. Entre as moedas estudadas, o peso argentino antecipou uma alta de 5,3% da bolsa local. Já no Brasil, o retorno foi de 52,8%.

O Santander observa que o Brasil vive uma situação dessas agora. O real é negociado com um desvio-padrão de -2,3 vezes, em relação à média. Se suas observações estão corretas, é a senha para uma alta nos próximos seis meses.

Gewehr reconhece, contudo, que o estudo possui duas limitações: o pequeno número de amostras no Brasil, e o fato de desconsiderar o valuation do mercado.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Última atualização por Bruno Andrade - 26/05/2020 - 16:31