Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Antes da fixação do preço, demanda pelo IPO da Neoenergia supera oferta em 5 vezes

26/06/2019 - 9:56
As ações da elétrica devem ser precificadas na quinta-feira (27), que é também o último dia das apresentações para investidores (Beth Santos/Secretaria-Geral da PR)

Por Investing.com

Faltando dois dias para a fixação do preço por ação da oferta inicial de ações da Neoenergia, a procura pelos papéis segue elevada. De acordo com a edição desta quarta-feira da Coluna do Broad, do Estadão, esse interesse já superou a oferta da companhia em cinco vezes, garantindo assim que o IPO seja lançado acima do piso do intervalo de R$ 14,42 a R$ 16,89.

Guerra comercial: Acordo entre China e EUA está 90% próximo, diz secretário do Tesouro

As ações da elétrica devem ser precificadas na quinta-feira (27), que é também o último dia das apresentações para investidores, os chamados roadshows. A publicação destaca que a estimativa é que o IPO da Neoenergia movimente mais de R$ 4 bilhões, sendo que a oferta atraiu a atenção de investidores estrangeiros. Tudo isso, mesmo no cenário de cautela que permanece em relação ao país na esperada da aprovação da reforma da Previdência.

O jornal relata que um dos motivos pela forte demanda pela Neoenergia é que o setor de atuação, de distribuição de energia elétrica, é considerado seguro e previsível. Além disso, apresenta uma chance de crescimento, especialmente para empresas que já estão presentes no Brasil. No caso da companhia, o fato de ter como controladora a espanhola Iberdrola (MC:IBE) também contribui de forma positiva.

O mercado também entende, revela o Estadão, que a faixa indicativa de preços mostra que as ações da Neoenergia devem chegar à bolsa com um valor descontado em relação a seus pares. A recomendação de analistas é que os investidores entrem no ativo se o preço fixado for abaixo da média do intervalo previsto, que seria no patamar de até R$ 15,65.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Bruno Andrade - 26/06/2019 - 9:56