Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Ao passo que atrasa reformas, Brasil depende mais da sorte (commodities)

25/01/2018 - 18:55

A recente recuperação econômica no Brasil é, em grande medida, impulsionada pelo consumo como consequência da inflação mais baixa e pode não durar além de alguns trimestres se o crescimento esperado do investimento não se concretizar. Está é a visão do economista Dev Ashish do banco francês Société Générale em um relatório enviado a clientes nesta semana e obtido pelo Money Times.

Gostou desta notícia? Receba nosso conteúdo gratuito

“Felizmente, graças à melhoria das perspectivas de crescimento global, o ciclo parece ser cada vez mais duradouro do que esperávamos anteriormente. No entanto, como a história do Brasil sugere, alcançar um crescimento sustentado elevado sem preços mais elevados das commodities não é fácil”, aponta Ashish.

O economista lembra que a média de crescimento do Brasil entre 1990 e 2017 foi de apenas 1,3% quando se remove o boom das commodities visto entre 2004 e 2011 (período em que a média do crescimento chegou a 4,4%).

“Melhorar as perspectivas de crescimento exigirá reformas contínuas (financeira, mercado de trabalho, judiciais e administrativas) e a abertura da economia. O crescimento sustentado é uma condição prévia para a sustentabilidade fiscal mesmo que não seja o único fator em si. Assim, são necessárias reformas contínuas e um ambiente político propício”, pontua o economista.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Gustavo Kahil - 25/01/2018 - 18:55

Cotações Crypto
Pela Web