Ao Vivo

AO VIVO: Powell volta ao Congresso para falar sobre trajetória dos juros dos EUA

10 jul 2024, 10:47 - atualizado em 10 jul 2024, 11:44

O presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, participa da segunda parte da sabatina no Congresso norte-americano. Hoje (10), às 11h (horário de Brasília), ele fala para os Deputados sobre a política monetária adotada pelo Banco Central.

Ontem (9), Powell reforçou no Senado que os indicadores apontam para melhorias na trajetória da inflação e para um mercado de trabalho menos apertado.

Ainda assim, o presidente destacou que o Fed precisa de mais dados “bons” para iniciar o ciclo de corte de juros.

Acompanhe as falas de Powell

Powell diz que ciclos eleitorais não influenciam escolhas do Fed
juros-eua-estados-unidos-jerome-powell-federal-reserve-fed agenda
(Imagem: REUTERS/Kevin Lamarque)

O chair do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, disse nesta quarta-feira (10) que a política não desempenha nenhum papel nas escolhas que o banco central norte-americano terá que fazer quando se trata de política monetária.

“Tomamos as nossas decisões com base em dados econômicos” e nas expectativas sobre as perspectivas, disse Powell em painel do Congresso.

Leia mais.

Powell: Dados ainda não trazem confiança para Fed cortar juros dos EUA; e agora?
jerome powell federal reserve juros eua estados unidos
Powell disse que o Fed ainda precisa de “mais dados bons” para cortar juros dos EUA (Imagem: Reuters/Kevin Lamarque)

O presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, afirmou que os dados recebidos no primeiro trimestre deste ano não trouxeram confiança suficiente para iniciar o ciclo de corte de juros nos Estados Unidos (EUA).

Em sabatina no Comitê de Serviços Financeiros da Câmara nesta quarta-feira (10), Powell disse aos Deputados que a “inflação tem diminuído nos últimos anos, mas segue acima da meta”. Além disso, a disparidade nos empregos “está bem abaixo do seu pico e um pouco acima do nível de 2019”.

Leia mais.

**Powell responde perguntas na Câmara
**Powell: Fed acredita que não será possível cortar juros até estar confiante de que a inflação está caminhando para a meta de 2%
**Powell: As expectativas de inflação a longo prazo parecem bem ancoradas
**Powell: Sabemos que reduzir a restrição da política monetária muito cedo ou muito tarde pode reverter o progresso que vimos na inflação
**Powell: As leituras mais recente da inflação, no entanto, têm mostrado um avanço modesto
**Powell: Os dados recebidos no primeiro trimestre deste ano não apoiaram tal confiança
**Powell: Mais dados “bons” vão sustentar nossa confiança de que a inflação está caminhando para a meta
**Powell: A inflação tem diminuído nos últimos anos, mas segue acima da meta do Fed
**Powell: A disparidade entre empregos e trabalhadores está bem abaixo do seu pico e está um pouco acima do nível de 2019
**Powell: Como reflexo dessa evolução, os riscos para alcançar as metas de emprego e de inflação estão em atingindo melhor equilíbrio
**Powell: O crescimento dos salários nominais diminuiu no último ano
**Powell: As condições do mercado de trabalho esfriaram enquanto continuamos fortes
**Powell: A economia norte-americana teve um avanço considerável em direção à meta da inflação de 2%  
**Powell: Indicadores recentes indicam que a economia dos EUA continua em expansão sólida
**Powell: Fed está focado em atingir a meta de inflação
**Powell inicia discurso na Câmara
Editora-assistente
Editora-assistente no Money Times e graduanda em Jornalismo pela Unesp - Universidade Estadual Paulista. Entrou para a área de finanças e investimentos em 2021.
Linkedin
Editora-assistente no Money Times e graduanda em Jornalismo pela Unesp - Universidade Estadual Paulista. Entrou para a área de finanças e investimentos em 2021.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.