Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Após disparada, fundos imobiliários passam por reavaliação patrimonial, diz Estadão

10/01/2020 - 15:24
Setor Imobiliário Imóveis Prédios
O jornal destaca que existe uma discussão entre investidores se o setor estaria em um momento de bolha (Imagem: Unsplash/@seanpollock)

O forte movimento de valorização nas cotas dos fundos imobiliários em 2019 chamou a atenção do mercado, com o começo do ano sendo marcado pelo movimento de que alguns fundos com valor patrimonial maior.

O exemplo é o Vinci Shopping Centers que fez uma reavaliação de imóveis de sua carteira de 12 empreendimentos, de acordo com a Coluna do Broad, do Estadão.

De acordo com a publicação, os imóveis passaram por uma avaliação da CBRE, que acabou elevando o valor em 17,2% em relação ao valor contábil anterior.

Além disso, fundos como Vinci Logística e o Hedge Brasil Shopping também tiveram uma nova avaliação, com o valor patrimonial aumentando, respectivamente, 5,2% e 15,6%.

Reavaliação

Essa reavaliação é importante uma vez que desde maio do ano passado o valor de mercado dos fundos, por conta da elevada valorização das cotas, superou o valor patrimonial, que é um fenômeno inédito. No mês de novembro, por exemplo, o valor patrimonial dos fundos estava em R$ 80,6 bilhões, ante um valor de mercado de R$ 89,1 bilhão.

O jornal destaca que existe uma discussão entre investidores se o setor estaria em um momento de bolha, uma vez que tem comprador aceitando pagar 30% além do valor contábil nas cotas.

Em 2019, o Ifix acumulou alta de 35,98%. No entanto, até a sessão de ontem, o resultado era negativo em 0,94% em 2020.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 10/01/2020 - 15:56