Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Aposta em mercados emergentes deve continuar em 2020

11/12/2019 - 7:15
Mercados
Os ativos de países em desenvolvimento terão performance superior aos de pares desenvolvidos (Imagem: Unsplash/@jsnbrsc)

Os mercados emergentes devem embarcar em mais um ano de geração de riqueza depois de injetarem US$ 11 trilhões nos portfólios de investidores durante a última década.

Os ativos de países em desenvolvimento terão performance superior aos de pares desenvolvidos, sendo que a Ásia mostra o melhor cenário, segundo pesquisa da Bloomberg realizada com 57 investidores globais, estrategistas e traders sobre as perspectivas para 2020.

O patrimônio total em ações e títulos de mercados emergentes agora ultrapassa US$ 25 trilhões, maior do que as economias dos Estados Unidos e da Alemanha juntas.

A disputa comercial EUA-China, que ditou os movimentos dos mercados ao longo de 2019, continuará sendo a maior força motriz. As perspectivas de crescimento da China eclipsaram a política monetária do Federal Reserve como o segundo fator mais importante.

Guerra Comercial
A disputa comercial EUA-China continuará sendo a maior força motriz (Imagem: Reuters/Jason Lee)

Depois que uma onda de afrouxamento monetário global resultou em mais de US$ 11 trilhões em dívida com rendimento negativo, o foco tende a mudar, já que alguns bancos centrais devem passar a adotar políticas monetárias de manutenção em vez de corte de juros.

Todos os ativos de mercados emergentes – moedas, ações e títulos – mostram recuperação este ano depois de registrarem as maiores perdas em três anos em 2018, em meio ao movimento de bancos centrais globais liderados pelo Federal Reserve que levou a juros mais baixos para impulsionar um crescimento fraco.

O rublo da Rússia, a moeda emergente com melhor desempenho este ano, superou o real e agora é a preferida em 2020, enquanto a Indonésia lidera a preferência em títulos e ações.

Rússia Bandeira Banco Central
O rublo da Rússia, a moeda emergente com melhor desempenho este ano, superou o real e agora é a preferida em 2020 (Imagem: Reuters/Maxim Shemetov)

“Ainda sou bastante otimista em relação aos mercados emergentes rumo a 2020”, disse Takeshi Yokouchi, gestor sênior de recursos da Sumitomo Mitsui DS Asset Management, de Tóquio, que administra US$ 160 bilhões em ativos.

“Os fatores de suporte subjacentes para os mercados emergentes ainda permanecem, com juros muito baixos globalmente, e isso incentivará os investidores a procurar ativos de maior rendimento.”

O valor combinado das ações de 26 países listados pela MSCI Inc. como mercados em desenvolvimento aumentou em US$ 6,6 trilhões desde o fim de 2009, segundo dados compilados pela Bloomberg.

Enquanto isso, os índices de títulos Bloomberg Barclays que cobrem uma faixa maior de economias emergentes mostram que os títulos em moeda local aumentaram em US$ 2,9 trilhões; os títulos em dólares americanos acrescentaram US$ 1,7 trilhão; e os títulos denominados em euro aumentaram em US$ 237 bilhões no período.

A pesquisa foi realizada entre os dias 26 de novembro e 5 de dezembro.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Lucas Simões - 11/12/2019 - 7:15