Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Aquele 1%: veja fundo imobiliário com menor taxa de vacância dentre indicados pela XP

10/01/2020 - 15:52
Taxa de vacância contribui para avaliar atratividade de imóvel (Imagem: Unsplash/@serjosoza)

No universo dos fundos imobiliários de “tijolo”, que compram e vendem propriedades físicas, a taxa de vacância aparece como importante indicador de performance.

A relação entre espaços vagos e ocupados é uma faca de dois gumes: se alta, indica que não há atratividade no empreendimento; se baixa, os retornos são garantidos, mas caso haja melhora no setor imobiliário, não existe manobra para reajuste de contratos.

Entre rendimentos previsíveis e potencial de maiores margens com novas locações, investidores dividem o foco e alocam seus recursos conforme o perfil de risco desejado.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Certo e duvidoso

Caso a segurança prepondere o incontrolável, existe um fundo imobiliário recomendado pela XP Investimentos com somente 1% de taxa de vacância: o Malls Brasil Plural (MALL11).

Dentre os fundos imobiliários de “tijolo” recomendados pela corretora, o Malls Brasil Plural é o que possui a menor taxa de vacância.

Potencial

Para Renan Manda, analista da corretora, este fundo de shopping centers apresenta “portfólio diversificado no nordeste e sudeste brasileiro”, possuindo “potencial para a recuperação na sua rentabilidade nos próximos meses”.

Portfólio da Malls Brasil Plural conta com empreendimentos no nordeste (Imagem: Maceió Shopping)

O otimismo em torno do fundo imobiliário é correlacionado com a alocação dos R$ 480 milhões levantados durante oferta pública em agosto, segundo a instituição.

“Vemos esse segmento como um potencial beneficiário da recuperação do consumo nos próximos anos, além de continuar apresentando grande tendência de consolidação”, avalia Manda.

Veja lista com taxas de vacância dos fundos imobiliários:

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 10/01/2020 - 15:53