Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Arezzo: esforços da administração são notáveis, mas cenário de curto prazo é desafiador

28/05/2020 - 8:03
Arezzo
Analistas do Credit Suisse esperam reação negativa do mercado para as ações da Arezzo (Imagem: Gustavo Kahil/Money Times)

A Arezzo (ARZZ3) reportou resultados do primeiro trimestre de 2020 em linha com as estimativas do Credit Suisse e do consenso do mercado.

Incluindo pela primeira vez os números da Vans, a companhia registrou crescimento de 12% do lucro líquido, com o valor atingindo R$ 25,8 milhões. O Ebitda avançou 17,8%, enquanto a margem ficou em 17,1%, alta de 2,6 pontos percentuais.

O SSS (Vendas Mesmas Lojas), incluindo franquias, lojas próprias e o e-commerce, encerrou em -10,6%, efeito dos impactos da covid-19.

“Estamos em dúvida sobre como que os investidores irão pesar os prós e os contras do balanço trimestral da Arezzo – em nossa perspectiva, os números justificariam uma reação levemente negativa”, afirmaram Victor Saragiotto e Pedro Pinto, que assinam o relatório do banco enviado aos clientes ontem (27).

O Credit destacou o bom trabalho que a administração da empresa tem realizado para reacender as vendas.

“É notável a habilidade da administração de reinventar ou adaptar as operações para enfrentar tempos desafiadores”, comentaram os analistas.

No entanto, a situação macroeconômica do Brasil pode se mostrar bem mais complicada no curto prazo, e por isso o banco preferiu adotar cautela para as ações das companhias da indústria de moda.

A recomendação ainda é de outperform (compra), com preço-alvo em 12 meses de R$ 65.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 28/05/2020 - 8:03