Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Veja as cinco principais notícias do mercado desta segunda-feira

14/01/2019 - 10:02

Por Investing.com – Confira as cinco principais notícias desta segunda-feira, 14 de janeiro, sobre os mercados financeiros:

Chegou o Pré-Market Money Times! CADASTRE AGORA e Receba antes do mercado

1 Exportações Chinesas registram maior queda em 2 anos

As exportações chinesas caíram inesperadamente em mais de dois anos em dezembro, enquanto as importações também se contraíram, apontando para uma fraqueza ainda maior na segunda maior economia do mundo e na deterioração da demanda global.

As exportações de dezembro da China caíram 4,4% em relação ao ano anterior, com a demanda da maioria dos seus principais produtos em queda.

As importações caíram 7,6%, a maior queda desde julho de 2016.

Os números decepcionantes reforçaram os receios que as tarifas sobre os produtos chineses impostas pelos EUA, estariam começando a pesar na economia da China.

Somando-se às preocupações dos formuladores de políticas, os dados também mostraram que a China registrou seu maior superávit comercial com os Estados Unidos em 2018, o que poderia levar o presidente americano Donald Trump a aumentar a pressão sobre Pequim em sua complicada disputa comercial.

2 Mercado futuro dos EUA aponta para abertura em baixa

O mercado futuro dos EUA apontava para uma abertura abrupta no início desta semana de negociações, já que as preocupações com a desaceleração econômica na China deixaram os investidores mais pessimistas.

Às 08h35, O índice blue chip futuros do Dow caía 226 pontos, ou cerca de 0,9%, os futuros do S&P 500 recuavam 24 pontos, ou quase 0,9%, enquanto o índice futuro de tecnologia Nasdaq 100 indicava queda de 78 pontos ou cerca de 1,2%.

Do outro lado do Atlântico, mercados europeus começavam a semana estavam sob pressão, já que as ações do setor de artigos de luxo e do setor tecnologia lideravam a queda. Entre os índices nacionais, o DAX da Alemanha e o CAC da França 40 caíam quase 0,8%.

Mais cedo, na Ásia as ações fechavam em baixa, com as bolsas em Hong Kong e China com a pior performance.

3 Citigroup inicia temporada de ganhos do 4ºTrimestre

A temporada de ganhos do quarto trimestre em Wall Street começa nesta manhã, quando o Citigroup (NYSE:C) se torna o primeiro dos principais bancos dos EUA a divulgar seus resultados trimestrais às 11h00 (horário de Brasília).

Os analistas estão prevendo lucros por ação (LPA) de US$ 1,55 com receita de US$ 17,5 bilhões. O mesmo período do ano passado teve US$ 1,14 em lucro por ação e US$ 17 bilhões em receita.

O JPMorgan Chase (NYSE:JPM) e o Wells Fargo (NYSE:WFC) devem divulgar seus ganhos na terça-feira, seguidos pelo Bank of America (NYSE:{{243|BAC}) } e Goldman Sachs (NYSE:GS) na quarta-feira e Morgan Stanley (NYSE:MS) na quinta-feira.

Outras grandes companhias que apresentarão seus resultados desta semana serão Netflix (NASDAQ:NFLX), UnitedHealth (NYSE:UNH), American Express(NYSE:AXP), Blackrock (NYSE:BLK), Delta Airlines (NYSE:DAL) e United Continental (NASDAQ:UAL).

4 A cotação do petróleo cai no meio ao nervosismo sobre desaceleração da China

Em commodities, a cotação do petróleo caía cerca de 2%, com o petróleo Brent ficando abaixo de US$ 60 por barril, em meio a preocupações com a desaceleração da demanda na esteira dos sombrios dados comerciais chineses.

A nação asiática é o segundo maior consumidor mundial de petróleo bruto.

Os contratos futuros de petróleo Brent estavam cotados a US$ 59,41 por barril, queda de US$ 1,07, ou cerca de 1,8% de seu último fechamento.

Contratos futuros do petróleo bruto West Texas Intermediate recuavam US$ 1,02, ou cerca de 2%, a US$ 50,57 o barril.

Leia mais: Semana das Commodities: Petróleo Bruto dos EUA mira US$ 55: Barani Krishnan

5 May faz apelo final antes do voto do Brexit

A primeira-ministra britânica Theresa May fará um último esforço para convencer os legisladores rebeldes a apoiar seu acordo sobre o Brexit, advertindo que a saída do Reino Unido da União Européia está agora em perigo.

May fará uma declaração ao parlamento às 13h30 (horário de Brasília) antes que os legisladores continuem seu debate sobre seu acordo do Brexit, informou a Sky News.

O caminho futuro do Brexit é incerto, já que o parlamento deve votar o acordo de May na terça-feira. Os resultados possíveis incluem um acordo de última hora, uma saída desordenada, um novo referendo ou a permanência no bloco.

A libra esterlina em queda, com o par GBP/USD caindo para 1,2832 no início do que se espera que seja uma semana altamente volátil.

— Com Reuters.

Leia mais sobre: ,

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 14/01/2019 - 10:58

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto