Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

As 5 principais notícias do mercado internacional desta quinta-feira

31/01/2019 - 10:11

Por Investing.com – Confira as cinco principais notícias desta quinta-feira, 31 de janeiro, sobre os mercados financeiros:

1 –  Fed sinaliza cautela

O Federal Reserve enviou o sinal mais claro ainda de que o seu esforço de três anos para deixar a política monetária mais austera está próximo do fim, em face da crescente pressão sobre a economia e a desaceleração do crescimento global.

O banco central dos EUA deixou as taxas de juros inalteradas no final de sua reunião de política na quarta-feira e prometeu ser cauteloso com novos aumentos nas taxas de juros, descartando sua orientação de que aumentos graduais seriam necessários.

Veja aqui quais são as pequenas gigantes da Bolsa que podem te ajudar a transformar centavos em milhões

Também informou que poderia alterar o ritmo de sua redução do balanço “à luz da evolução econômica e financeira”.

O anúncio do Fed freou as expectativas de mercado para um aumento da taxa de juros neste ano, e aumentou as chances de corte em 2020, de acordo com o monitoramento de taxas do Fed do Investing.com.

Com relação a dados, o calendário econômico desta quinta-feira inclui números semanais de {{ct-294||solicitação de seguro desemprego}} e números do quarto trimestre do índice de custos de emprego ambos às 11h30.

Os investidores provavelmente ficarão atentos nos dados do PMI de Chicago às 12h45 e um relatório sobre venda de imóveis novos às 13h00.

índice dólar, que mede a força da moeda norte-americana frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, estava em 95,05 após ter atingido uma mínima de 94,87, menor nível desde 11 de janeiro.

No mercado de títulos, os preços dos títulos do Tesouro dos EUA subiam, o que faz com que os rendimentos caiam; o rendimento do título do Tesouro dos EUA com vencimento em 10 anos reduziram para 2,66%.

Leia mais: Fed muda de Hawkish para Dovish; Paciência é a nova palavra de ordem: Darrell Delamaide

2 – Wall Street preparada para abertura moderada

O mercado futuro dos EUA apontava para uma abertura moderada, com os investidores aguardando a última rodada de resultados corporativos.

O índice blue chip futuros do Dow caía 30 pontos, ou cerca de 0,1%, os futuros do S&P 500 recuava 1 ponto, enquanto o índice futuro de tecnologia Nasdaq 100 indicava alta de 14 pontos ou cerca de 0,2%.

Os movimentos antes de pregão vieram depois que os principais índices de Wall Street subirem na quarta-feira, quando os mercados aplaudiram a decisão política do Fed.

Do outro lado do Atlântico, as ações europeias estavam em diferentes direções, com os investidores continuando atentos acompanhando o desenvolvimento do Brexit.

Mais cedo, na Ásia, as ações encerraram o dia em alta.

3 – Balanço da Amazon em destaque num dia cheio de resultados

Os investidores serão inundados com lucros corporativos no que será um dos dias mais movimentados da temporada de resultados do quarto trimestre.

Resultados da General Electric (NYSE:GE), United Parcel Service (NYSE:UPS), Mastercard (NYSE:MA), Blackstone (NYSE: BX), Blue Apron (NYSE:APRN), Celgene (NASDAQ:CELG), Hershey (NYSE: HSY), Sprint (NYSE:S), DowDuPont (NYSE:DWDP), Altria (NYSE:MO), Raytheon (NYSE:RTN), Northrop Grumman(NYSE:NOC), ConocoPhillips (NYSE:COP), e Valero Energy (NYSE:VLO) estão entre os grandes nomes divulgando seus resultados antes do pregão iniciar.

Mas a maior parte do foco recairá sobre a Amazon (NASDAQ:AMZN), que reportará seus lucros após o encerramento do pregão. Segundo estimativas, o lucro por ação da Amazon deve totalizar US $ 5,64 em receita de US $ 71,87 bilhões.

Juntando-se ao gigante do comércio eletrônico após o encerramento estará a Deckers (NYSE:DECK) e Symantec (NASDAQ:SYMC).

4 – Facebook em alta após resultados superarem as expectativas

As ações do Facebook (NASDAQ:FB) pareciam definidas para um dia forte depois que a maior rede de mídia social online do mundo registrou resultados melhores do que o esperado, superando o consenso tanto nas receitas quanto nos lucros.

O lucro por ação foi de US$ 2,38, superior ao esperado de US$ 2,18, enquanto a receita totalizou US$ 16,91 bilhões, o que superou as estimativas de US$ 16,4 bilhões.

Os resultados mostraram que os anunciantes digitais ainda estavam migrando para investir no serviço, a fim de alcançar os clientes mesmo depois de uma série de constrangimentos de alto nível para a maior rede de mídia social on-line do mundo.

Os investidores temiam que a promessa do Facebook de investir pesadamente para melhorar seus padrões de privacidade e segurança prejudicaria o crescimento da empresa, mas seus resultados do quarto trimestre parecem acalmar essas preocupações, fazendo com que suas ações subissem.

Antes do pregão, as ações do Facebook subiam 11,4%, para US $ 167,58, acima do encerramento de quarta-feira de US $ 150,42.

Outras grandes empresas de antes do pregão incluíram a (NASDAQ:TSLA), que perdeu 5,2% depois que a empresa divulgou resultados mistos e anunciou a saída de seu diretor financeiro.

Outro declínio notável foi o da Microsoft (NASDAQ:MSFT), que perdeu 2% depois que a empresa divulgou lucros mistos e disse que as vendas de computação em nuvem cresceram mais lentamente do que um ano antes.

5 – Trump se reunirá com o vice-primeiro-ministro da China

O presidente dos EUA Donald Trump, se reunirá com o vice-premiê chinês Liu He na sala Oval às 15h30 (18h30 no horário de Brasília), no que será a reunião de mais alto escalão desde que Trump e o presidente chinês Xi Jinping concordaram com uma trégua de 90 dias em sua guerra comercial em dezembro.

Os dois países abriram uma importante rodada de negociações de alto nível nesta quarta-feira, com o objetivo de resolver sua disputa comercial em meio a profundas diferenças em relação às práticas chinesas sobre propriedade intelectual e transferência de tecnologia.

A última rodada de discussões vem com cerca de um mês antes do prazo final de 2 de março imposto pelos EUA, para aumentar as tarifas de US$ 200 bilhões em produtos chineses.

– Com Reuters

Leia mais sobre: ,

Última atualização por Bruno Andrade - 31/01/2019 - 10:11

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto