Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Atraso no programa de proteção à Amazônia Azul pode trazer risco à segurança marítima, diz estudo

27/03/2019 - 14:37
Projeto que visa desenvolver sistemas de monitoramento e controle via satélites, radares e equipamentos sensoriais está parado em fase de reformulação por conta de restrições orçamentárias (Imagem: Wikimedia Commons)

O estudo lançado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) sobre a Amazônia Azul revelou que o atraso da implementação do programa de gerenciamento na região (SisGAAz), iniciada em 2009, pode trazer uma série de riscos para a segurança marítima brasileira e o desenvolvimento científico-tecnológico do país.

Desde 2015, o projeto, que visa desenvolver sistemas de monitoramento e controle via satélites, radares e equipamentos sensoriais, encontra-se parado em fase de reformulação por conta de restrições orçamentárias.

“Por se tratar de um sistema adaptável e configurável, o SisGAAz beneficia-se dos conceitos de integração de sistemas e interoperabilidade”, explica Israel Oliveira Andrade, técnico de planejamento do Ipea e autor da pesquisa. “Pode também contribuir para o aperfeiçoamento do monitoramento aéreo e ambiental, permitir a cooperação com outras instituições do Estado, como o Ibama no combate a ilícitos ambientais, e com a Polícia Federal e Receita Federal no combate ao tráfico de drogas e contrabando de armas, por exemplo”.

Segundo o Ipea, o programa deve figurar entre as prioridades governamentais, que devem se atentar quanto à contratação de empresas estrangeiras para exercer as atividades: “A contratação de empresas estrangeiras geraria uma vulnerabilidade, dada a perda de autonomia decorrente da ausência de controle sobre a informação produzida, tornando preferível o uso de recur­sos nacionais”, explicam os pesquisadores do estudo.

Importância da Amazônia Azul

O território é rico em recursos naturais, concentrando cerca de 95% do petróleo e 80% do gás natural produzido pelo Brasil. É também uma região conhecida pelo comércio marítimo, por onde passam 95% das importações e exportações do país. Além disso, existe uma grande concentração populacional espalhada pelo local e uma forte infraestrutura produtiva.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Gustavo Kahil - 27/03/2019 - 14:37

Cotações Crypto
Pela Web