AgroTimes

Avaliação das safras de milho, soja e trigo dos EUA fica acima das expectativas

08 jul 2024, 18:26 - atualizado em 08 jul 2024, 18:29
plano safra aprosoja
Grandes áreas do Centro-Oeste dos EUA foram atingidas por inundações, forçando alguns agricultores a replantar as suas culturas de milho e soja . (Foto: Wenderson Araujo/CNA)

O Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) aumentou o percentual das safras de milho e soja classificadas como em condições boas a excelentes nesta segunda-feira, superando as expectativas de analistas, apesar das fortes tempestades no oeste do meio-oeste.

Com ambos em 68% de bom a excelente, as classificações das duas culturas são as mais altas para esta época do ano desde 2020. O USDA informou que 67% da colheita de soja e milho dos EUA estava em condições boas a excelentes na semana anterior.

Grandes áreas do Centro-Oeste dos EUA foram atingidas por inundações, forçando alguns agricultores a replantar as suas culturas de milho e soja e complicando as cadeias de abastecimento em algumas áreas.

Os EUA são o maior exportador mundial de milho, usado principalmente para alimentação animal e etanol combustível, e o segundo maior exportador global de soja, depois do Brasil.

As fortes classificações das colheitas dos EUA nesta primavera, apesar de alguns problemas climáticos, ajudaram a empurrar os preços futuros do milho e da soja para mínimas de quatro anos, uma vez que se pensa que a oferta será ampla.

Entretanto, a colheita de trigo de inverno nos EUA avança rapidamente. O USDA informou que a colheita foi concluída em 63%, em linha com as estimativas dos analistas e acima dos 54% da semana passada.

Para o trigo de primavera, cultivado nas planícies do norte, o USDA classificou 75% da colheita em condições boas a excelentes, acima dos 72% da semana anterior. As estimativas dos analistas variaram de 70% a 74% de bom a excelente.

Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.