Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

B2W tem alta de mais de 1% após aquisição da Supermercado Now

14/01/2020 - 12:51
Ações da companhia sobem mais de 2% nesta sessão (Imagem: B2W Digital/Facebook)

Na abertura da jornada desta terça-feira na bolsa paulista, as ações da B2W (BTOW3) são negociadas com ganhos depois de a companhia anunciar na noite de ontem a compra da Supermercado Now Portal e Serviços de Internet, plataforma de comércio eletrônico que atua na categoria de supermercado. Os valores da operação não foram divulgados.

Por volta das 12h35, os papéis tinham ganhos de 2,41% a R$ 70,84.

No comunicado ao mercado, a companhia destaca que a Supermercado Now permite ao usuário escolher o supermercado de preferência e criar um carrinho de compras personalizado, com a opção de fazer a retirada dos itens na loja ou receber em casa em até horas, ou ainda em um horário previamente agendado.

Atualmente, a plataforma tem mais de 30 redes de supermercado parceiras e uma base de clientes com perfil de compra de alta recorrência, que são os clientes com pelo menos um ano na plataforma e que compram em média 2,3 vezes por mês.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Supermercado em foco

No texto, a B2W  diz ainda que “o modelo de negócios, de comprovado sucesso em outros países, possui grande oportunidade de crescimento no Brasil e permitirá à B2W expandir sua presença na categoria de supermercado, abrindo uma nova frente de crescimento e oferecendo um sortimento ainda mais completo para os mais de 16 milhões de clientes ativos da companhia”

Para a XP Investimentos, a aquisição está em linha com as metas divulgadas pela companhia na reunião anual com analistas de 2019: aumentar o sortimento de 20 milhões de itens para 100 milhões e dobrar o volume de vendas totais na plataforma (GMV) até 2022.

Com a SuperNow, a B2W quer montar uma estrutura de “marketplace” para o varejo alimentar, que trata da venda de itens de diversos lojistas.

A ideia da companhia é colocar essa carteira de varejistas da empresa no Americanas.com, apurou o Valor, e buscará ampliar essa lista de lojistas.

Leia mais sobre: B2W, E-commerce, Mercados

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 14/01/2020 - 12:51