Empresas

B3 (B3SA3) pagará R$ 470 milhões em dividendos e JCPs; veja detalhes

13 jun 2024, 19:50 - atualizado em 13 jun 2024, 19:50
day trade
O pagamento será realizado em 05 de julho de 2024 e tomará como base de cálculo a posição acionária de 18 de junho de 2024 (Imagem: Divulgação/B3)

O conselho de administração da B3 (B3SA3) aprovou o pagamento de R$ 470 milhões em proventos, sendo R$ 280 milhões em juros sobre o capital próprio e R$ 190 milhões em dividendos, mostra ata de reunião ordinária.

  • DIVIDENDOS: Veja 5 ações para comprar agora e buscar pagamentos extras na sua conta ainda em 2024. Clique aqui

Segundo o documento, o valor por ação em JCPs será de R$ 0,05108332. Considerando o Imposto de Renda, o montante cai para R$ 0,04342082. Para os dividendos, o valor será de R$ 0,03466368 por ação.

O pagamento será realizado em 05 de julho de 2024 e tomará como base de cálculo a posição acionária de 18 de junho de 2024. A partir de 19 de junho, os acionistas não terão mais direito ao pagamento.

Hora de largar a B3?

Todo o mau humor com a bolsa também se reflete na própria ação da B3. O papel derrete mais de 20% no ano. E, para piorar, a dona da bolsa registrou queda no número de investidores pessoas físicas.

Conforme comunicado enviado ao mercado na quarta-feira (12), em maio foram registrados 5.116.809 investidores, contra 5.293.390 do mesmo período do ano passado, contração de 3,3%.

No pregão desta quinta-feira (13), as ações da companhia recuaram 3%.

BTG Pactual avalia que os números vieram mais fracos, após abril ter sido um mês forte. Ainda assim, estão acima das expectativas do banco, tendo em vista que as expectativas para o segundo trimestre já eram reduzidas, com o BTG um pouco abaixo do consenso.

“Negociando a 13x P/L em 24, reconhecemos que o valuation da B3 é pouco exigente dada a qualidade do seu negócio. Contudo, tendo em conta a recente deterioração do cenário macroeconômico, a possibilidade de taxas de juro maiores por mais tempo e volumes persistentemente fracos, parece haver falta de entusiasmo pelas ações”, afirma.

Veja o documento:

Editor-assistente
Formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, cobre mercados desde 2018. Ficou entre os 50 jornalistas +Admirados da Imprensa de Economia e Finanças das edições de 2022 e 2023. É editor-assistente do Money Times. Antes, atuou na assessoria de imprensa do Ministério Público do Trabalho e como repórter do portal Suno Notícias, da Suno Research.
Linkedin
Formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, cobre mercados desde 2018. Ficou entre os 50 jornalistas +Admirados da Imprensa de Economia e Finanças das edições de 2022 e 2023. É editor-assistente do Money Times. Antes, atuou na assessoria de imprensa do Ministério Público do Trabalho e como repórter do portal Suno Notícias, da Suno Research.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.