Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Baixa liquidez no boi contribui para no mínimo estabilização dos preços

20/01/2020 - 15:00
Frigoríficos Carnes Boi JBS Friboi
Distribuição lenta da carne no varejo determina o ritmo dos negócios entre produtores e frigoríficos (imagem: Reuters/Paulo Whitaker)

Ninguém no cenário pecuário está vendo mudanças no valor das cotações do boi nesta segunda (20), com praticamente os poucos negócios – e literalmente baixa liquidez – adiantados na parte da manhã. A estabilização deve seguir a da semana passada, com variações na margem para mais ou para menos.

A referência de R$ 190,00 a @ para São Paulo, como viu a Agrifatto com alguns de seus clientes, reflete a pouca disposição para compras dos frigoríficos e também dos produtores – entre aqueles poucos com animais disponíveis.

Mesmo para a terça, quando os negócios tendem a ficar mais aquecidos, há pouco entusiasmo sobre mudanças. As vendas de carne estão devagar em janeiro, pior ainda nesta segunda quinzena, a carcaça casada caiu no atacado.

Alguns buracos nas escalas dos frigoríficos – que ficaram mais folgadas – aparecem para compor a programação de abates, “mas picado”, como notou Juca Alves, em Barretos.

O Minerva andou procurando algumas novilhas semana passada, a R$ 190,00 como o boi gordo, com 30 dias para pagar e descontando Funrural, informa o produtor.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Giovanni Lorenzon - 20/01/2020 - 15:00

Randon vale, pelo menos, 6% mais após compra da Nakata, segundo a Ágora