Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Bancos preveem expansão de 7% no crédito em 2021

27/01/2021 - 19:18
Dinheiro, real
Ao olhar para o acumulado de janeiro a novembro de 2020, o saldo de crédito para pessoas jurídicas teve alta de 19,9%, para R$ 1,75 trilhão (Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Diante da pandemia do novo coronavírus, diversos incentivos financeiros foram concedidos a empresas, para que a economia continuasse em movimento, na tentativa de evitar efeitos ainda mais intensos de uma crise econômica no país. Em 2020, o crédito para as empresas registrou crescimento em quase todos os setores da economia.

De acordo com números do Banco Central (BC), até o mês de novembro, a busca por empréstimos cresceu em 38 segmentos.

No mesmo período de 2019, houve procura em apenas 14 segmentos. Ao olhar para o acumulado de janeiro a novembro de 2020, o saldo de crédito para pessoas jurídicas teve alta de 19,9%, para R$ 1,75 trilhão.

Essa injeção de liquidez promovida pelo BC no começo da crise levou as companhias ao mercado de crédito.

Contudo, a maior parte dos empréstimos ficou com grandes empresas, e, em março, as maiores companhias já tinham absorvido 88% dos R$ 93 bilhões de expansão do crédito para pessoas jurídicas no mês.

Dessa forma, esse cenário deixou as micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) com apenas R$ 11 bilhões em recursos.

Mudanças e expectativas para 2021

Apesar da chegada da vacina contra a Covid-19, a crise ainda não passou, e a economia continua precisando de estímulos para continuar se movendo.

Portanto, para este ano, os bancos preveem uma expansão de 7% no crédito, conforme a Pesquisa Febraban de Economia Bancária, realizada entre os dias 17 e 21 de dezembro de 2020.

Essa é uma projeção mais otimista que a feita em novembro, quando a perspectiva era de um crescimento de 6,8% para 2021.

“Em 2020, o crédito foi o grande muro de contenção para evitar o colapso da economia, e a pesquisa confirma que em 2021 as concessões tendem a continuar estimulando a atividade”, declara o presidente da Febraban, Isaac Sidney.

Em relação ao desempenho da economia nacional em geral, profissionais de ciências contábeis, analistas e especialistas do cenário econômico demonstram incertezas, devido ao quadro fiscal, redução de estímulos e possibilidade da adoção de novas medidas de distanciamento social.

Ao mesmo tempo, ainda há uma parcela otimista que aguarda um cenário de retomada, motivado especialmente pela vacina, melhoria na questão fiscal e juros baixos.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Renan Dantas - 27/01/2021 - 19:18

Cotações Crypto
Pela Web