Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Bayer pede que tribunal dos EUA anule sentença de US$ 25 milhões relacionada ao Roundup

16/12/2019 - 16:51
O popular herbicida é produzido pela Monsanto, adquirida pela Bayer no ano passado por 63 bilhões de dólares (Imagem: REUTERS/Paulo Whitaker)

A Bayer disse nesta segunda-feira que pediu que um tribunal federal de apelações dos Estados Unidos anule um julgamento em que foi condenada a pagar 25 milhões de dólares a um homem da Califórnia, que culpou o herbicida Roundup por seu câncer.

Em comunicado judicial datado de sexta-feira, a Bayer disse que o veredicto desafia conclusões regulatórias e a ciência, acrescentando que o “caso especulativo” nunca deveria ter sido levado a um júri.

A Bayer disse ainda que garante a segurança do Roundup e de seu ingrediente ativo glifosato, e que planeja se defender de forma vigorosa dos mais de 42.700 processos judiciais que enfrenta nos EUA relacionados ao tema.

No comunicado, a empresa disse que o recurso tem o potencial de moldar o litígio de todos os casos subsequentes ligados ao Roundup.

O popular herbicida é produzido pela Monsanto, adquirida pela Bayer no ano passado por 63 bilhões de dólares. As ações da empresa alemã perderam cerca de 23% em valor desde o primeiro julgamento a favor dos reclamantes em um caso sobre o Roundup, em agosto de 2018.

O caso em apelação envolve as alegações de Edwin Hardeman, cujo caso foi o terceiro a ir a julgamento nos EUA. Em março, um júri ordenou que a Monsanto pague 80 milhões de dólares em indenizações, afirmando que o Roundup foi o causador do linfoma não-Hodgking de Hardeman. Em julho, o juiz reduziu o valor para 25 milhões de dólares.

Advogados de Hardeman não estavam imediatamente disponíveis para responder a pedidos por comentários nesta segunda-feira.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Bruno Andrade - 16/12/2019 - 17:05