Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Bens de capital: Metal Leve teria maior baque do setor com escassez de produtos de aço, avalia Ágora

13/10/2020 - 19:54
Mahle Metal Leve
A Ágora Investimentos decidiu seguir com a recomendação de venda para o papel da Mahle Metal Leve, com preço-alvo de R$ 15 (Imagem: Facebook/MAHLE)

O ritmo de recuperação industrial brasileira corre o risco de ser prejudicado pela escassez de produtos siderúrgicos, disse a Ágora Investimentos. O problema foi discutido durante a reunião realizada na última quarta-feira (7) entre entidades das indústrias de veículos e bens de capital, como a Associação Brasileira das Montadoras (Anfavea) e a Associação Brasileira de Bens de Capital (Abimaq).

No evento, a Anfavea reduziu as estimativas de perda para o ano. Agora, a associação projeta quedas de 35% na produção, 31% em vendas e 34% nas exportações. Os números refletem a expectativa de melhora no setor em relação a julho, mas a contração é nítida comparada a janeiro, quando a entidade apostava em crescimento de vendas de 9,4%.

“Não podemos carimbar que esses números vão acontecer. Temos momento complicado no país, como debate sobre o teto fiscal e instabilidade política”, ressaltou Luiz Carlos Moraes, presidente da Anfavea.

Na avaliação da Ágora, mesmo que a escassez de aço afetasse todas as ações do setor, a Mahle Metal Leve (LEVE3) sentiria o maior impacto, já que sua dependência em relação à produção local é muito grande.

Por ora, a Ágora decidiu seguir com a recomendação de venda do papel, com preço-alvo de R$ 15.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 13/10/2020 - 19:54