Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

BlackRock reduz apostas na NotreDame e participação acionária cai a 4,98%

08/09/2020 - 7:26
BlackRock
A BlackRock passa a deter 30.093.753 ações ordinárias da NotreDame (Imagem: Facebook/BlackRock)

A NotreDame Intermédica (GNDI3) comunica que a BlackRock (BLK) reduziu sua participação acionária na empresa para 4,98%, equivalente a 30.093.753 ações ordinárias.

De acordo com o comunicado divulgado na última sexta-feira (4), a maior gestora de recursos do mundo justifica que a operação é estritamente de investimento, sem visar a alteração do controle acionário ou da governança corporativa da NotreDame.

Quem está se curando mais rápido do coronavírus?

Após um período difícil para as operadoras de planos de saúde, os primeiros sinais de recuperação finalmente apareceram. Dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) mostraram que o setor registrou um total de 46,7 milhões de beneficiários em planos de assistência médica e 25,3 milhões em planos exclusivamente odontológicos no mês de julho.

“Os impactos negativos do coronavírus abalaram a indústria desde meados de março. Desta vez, estamos começando a enxergar os primeiros sinais de recuperação  no Corporativo (+30 mil vidas; 67% de toda a base de beneficiários com planos de assistência médica), Individual (+1 mi; 19%) e Afinidade (+5 mil; 14%)”, afirmaram Samuel Alves e Yan Cesquim, analistas do BTG Pactual (BPAC11).

Ainda de acordo com o banco, a Hapvida (HAPV3), a NotreDame Intermédica (GNDI3) e a SulAmérica (SULA11), apesar de terem perdido beneficiários em julho, estão melhorando gradativamente suas dinâmicas.

“Depois de consolidar as aquisições mais recentes do setor, também notamos que a NotreDame se tornou o maior player da indústria de saúde, considerando a base de clientes”, destacaram Alves e Cesquim.

Veja o comunicado da NotreDame:

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Lucas Simões - 08/09/2020 - 7:26