Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Boi: com seca perto da porteira, demanda daqui anula a de fora e preço atola

24/04/2020 - 16:11
Boi Boiada Nelore
Mercados lentos ainda deprimem a cotação do boi para o produtor (Imagem: Pixabay)

O consumo brasileiro continua patinando feio e vem anulando o aumento das exportações de carne bovina à China. Os indicadores e referências refletem um ritmo de baixa consolidada nesta sexta (24) de pouca liquidez, ainda por cima.

E já com a ajuda da seca chegando perto das porteiras – e algumas regiões do Centro-Oeste estão sentindo – e pressionando os preços com a oferta mais disponível.

Desse modo, na soma, a Agrifatto, por exemplo, segue apontando o conforto para os originadores. “As indústrias continuam pulando dias de abate e em volumes reduzidos”, diz analista da consultoria.

As referências de balcão para São Paulo ficaram em R$ 191,50, com recuo de 0,16%, patamar no qual circulou a semana inteira. Assim a Scot também sentiu os negócios na maior praça consumidora, praticamente se alinhado à cotação média da Agrifatto para o boi gordo à vista e livre de Funrural.

O indicador Cepea/Esalq caiu 2,14% na quinta, a R$ 196,00, mostrando que o baixo volume de negócios descolou para cima a média ponderada entre as praças paulistas.

O boi China mantém nos negócios nos R$ 200,00, com pico de R$ 205,00, mas em volumes ainda moderados que pudessem estimular a alta de todo o mercado.

A demanda chinesa melhorou, mas não explode, deixa os embarques gerais com decolagem lenta: mais 4,22% em março e em torno disso nas duas primeiras semanas de abril.

 

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Leia mais sobre: , , , ,

Última atualização por Giovanni Lorenzon - 24/04/2020 - 16:15

Cotações Crypto
Pela Web