Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Bolsa deve ter ofertas de R$ 30 bilhões no início de 2020, diz Estadão

02/01/2020 - 15:13
Segundo o jornal, o volume será impulsionado por duas grandes ofertas do BNDES (Imagem: Arquivo/Agência Brasil)

O início de 2020 deve ser marcado por um forte movimento de oferta de ações na bolsa brasileira, podendo totalizar R$ 30 bilhões. De acordo com informações da edição desta quinta-feira da Coluna do Broadcast, do jornal O Estado de S.Paulo, esse volume será impulsionado por duas grandes ofertas do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O banco deve dar seguimento ao processo de venda de suas ações. A primeira delas será ainda neste mês, com o BNDES vendendo metade da parte que detém no frigorífico JBS (JBSS3), que está estimada em movimentar cerca de R$ 8 bilhões.

Já em fevereiro, será a vez da operação com os papéis de Petrobras (PETR4), que valem R$ 24 bilhões.

A publicação destaca que o começo do ano ainda deve trazer outras ofertas, sendo que algumas companhias já deram entrada com pedidos de registro para sua abertura de capital junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), casos da Locaweb, a Companhia de Água e Saneamento do Ceará e as construtoras Mitre e Moura Dubeux, que, se concretizadas, devem acontecer até fevereiro.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

A coluna lembra que foi o setor de construção que marcou as ofertas subsequentes no ano passado, e que esse movimento de captação deve se repetir. Assim, a expectativa é que na soma de 2020, todas as ofertas devem acumular R$ 120 bilhões, que seria um novo recorde para o mercado de renda variável no Brasil.

O jornal informa que, para aproveitar esse movimento no começo deste ano, os executivos do mercado já alteram o período de férias, que tradicionalmente acontecia nesta época. O janeiro mais forte da bolsa brasileira até aqui foi em 2017, quando quatro ofertas de ações somaram R$ 2,4 bilhões.

Última atualização por Rafael Borges - 02/01/2020 - 15:16