Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Bolsa em 131 mil pontos? Para alguns analistas, já estamos a caminho

21/11/2019 - 12:21
Ladeira acima: para o BTG Pactual, tudo leva a bolsa para uma alta de 23,59% no curto prazo (imagem: shutterstock)

O BTG Pactual divulgou, nesta quinta-feira (21), um estudo em que avalia o potencial de valorização do Ibovespa, principal indicador da bolsa de valores brasileira, diante da melhoria de uma série de fatores que ditam o ritmo de alta ou baixa do índice, bem como as perspectivas positivas para a macroeconomia. Em seu cenário-base, o banco estima que o Ibovespa pode chegar a 130.589 pontos no curto prazo.

Se a previsão se concretizar, representará uma alta de 23,59% sobre os 105.666 pontos do fechamento de terça-feira (19), véspera do feriado da Consciência Negra em São Paulo. Significa, também, uma alta de 20% sobre o atual recorde do pregão, 109.580 pontos, batido em 07 de novembro.

Para alguns, a estimativa pode soar exagerada, mas o BTG Pactual defende sua avaliação. “Nosso cenário-base pode parecer otimista para muita gente, mas gostamos de sua probabilidade”, afirma o relatório.

O raciocínio do BTG foca na queda dos custos de capital, puxada pela melhoria do cenário macroeconômica e pela redução nas taxas de longo prazo.

Para um ROE (Retorno sobre Patrimônio Líquido, na sigla em inglês) de 16%, a instituição estimou um custo de capital (Ke) de 9,5%, com base numa inflação projetada de 3,5%, mais taxa real de juros de 3%, e um prêmio de mais 3%. O cenário incorpora, ainda, uma taxa de crescimento real da economia de 2%.

Com esses indicadores, o cálculo do BTG aponta para uma relação Preço/Lucro (P/L) de 16,4 vezes para o Ibovespa. A relação atual é de 13,3 vezes.

Cenário base do BTG para o Ibovespa
(Fonte: BTG Pactual)

Contas públicas

É claro que a previsão depende de o governo conseguir arrumar as contas públicas, para que a taxa real de juros de longo prazo seja mesmo de 3%. “Num cenário de baixo custo de capital, o preço-justo do Ibovespa subiria”, afirma o banco. E, até o momento, o Brasil parece estar no rumo certo.

“A aprovação de uma ampla reforma da previdência, além de reformas adicionais em discussão no Congresso, pode reduzir ainda mais as taxas de longo prazo e mantê-las assim por um bom tempo. E, claro, nós todos sabemos que baixas taxas reais de longo prazo significam baixo custo de capital!”, diz o relatório.

O Ibovespa pode subir ainda mais, caso a economia acelere. Mantendo-se todos os fatores constantes, e elevando apenas o crescimento real do país de 2,0% para 2,5%, o modelo do BTG Pactual projeta o Ibovespa em 142.138 pontos.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Última atualização por Márcio Juliboni - 21/11/2019 - 12:47