Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

BR Properties ganha mais exposição na carteira Not Bad desta semana

06/07/2020 - 13:59
Mercados ações investimentos
William Castro Alves, do Bugg, reduziu a exposição da Celesc e elevou a participação da BR Properties na carteira Not Bad desta semana (Imagem: Unsplash/ Austin Distel)

CARTEIRA 

LIÇÕES. Nas últimas 3 semanas, comentei sobre:

TROCA EM AÇÕES. Nessa semana, vou passar em branco em termos de lições importantes para qualquer investidor… Mas foquei em falar um pouco mais da troca que estou fazendo na minha carteira – comento mais abaixo. No mais sigo um pouco temeroso com o mercado…

EXTERIOR. No exterior estou com cerca de 60% em caixa… Algo que confesso que me incomoda, dado que o mercado segue para cima. Por outro lado, cash is king e cedo ou tarde oportunidades de uso desse caixa aparecem.

AÇÕES 

Seguindo as movimentações da carteira #Notbad, fiz o seguinte:

Você pode se perguntar: poxa, mas Celesc está subindo, deu um salto na sexta, por que sair agora? Celesc rompeu uma congestão e está em tendência de alta?!

Ao que respondo: (i) não tomo decisões baseado em gráficos; (ii) exatamente porque subiu, eu estou reduzindo! Queremos vender o ativos que compramos mais caros não é mesmo? Essa é a intenção! Desde que comecei a comprar o ativo acumula alta de 48% (em 2 meses) outperformando o setor e a bolsa. Pode ir mais, sempre pode, mas acredito que a assimetria veio se reduzindo.

Fora isso, quando olho para o meu portfólio vejo que BRPR3 (linha azul no gráfico abaixo) é um ativo super descontado (post do Breno aborda mais essa questão) em termos de seu valuation; e que acumula uma queda contra qualquer comparável que você o faça… Caiu o dobro do IBOV (-34% – linha preta – versus -16% de BRPR3), cai mais que a média do seu setor (IMOB – 25% no ano – linha verde) e nem dá para comparar com o IFIX (~-13% no ano, linha vermelha).

Fora isso, ela se beneficia da redução de juros (especialmente sobre o endividamento)… Muitos podem argumentar de uma demanda decrescente por espaços em offices… A meu ver, não em triple “A’s” como o dela. Empresa com excelente histórico de criação de valor ao acionista através de aquisições e desinvestimentos que fez ao longo da sua história. Que negocia com 40% de desconto sobre o valor de patrimônio sem nunca ter vendido 1 imóvel abaixo do valor bookado em balanço. Não vejo por que não aumentar exposição. Penso que BRPR3 poderia voltar a valer R$ 15.

Quando?

Assim como em Celesc… Não faço ideia! Enxergo uma assimetria e tento me posicionar apostando na correção dela… Acredito que cedo ou tarde corrige.

#NOTBAD

Pra quem não se ligou, postei na quarta (01/07) o fechamento do mês de junho com performance e tudo mais. Batemos o IBOV no mês, mas ainda corremos atrás no ano. Fiz apenas uma leve alteração para esse mês…confere:

E começamos o segundo semestre com uma semana positiva pra bolsa e para carteira. Apenas 1 ativo não bateu o IBOV, mas no agregado o resultado foi bom….como diria Temer: “tem que manter isso viu!”

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Última atualização por Diana Cheng - 06/07/2020 - 13:59