Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Bradesco tem “arma” que o coloca como o melhor banco do setor

05/05/2021 - 17:17

Bradesco

O Bradesco (BBDC4) divulgou resultados dentro do esperado por analistas, mas alguns indicadores chamam a atenção e podem ser um importante diferencial em relação aos seus concorrentes.

A companhia reportou aumento de 73,6% no lucro do primeiro trimestre, uma vez que suas provisões para perdas com empréstimos caíram 41,8% em relação ao ano anterior, somando R$ 6,5 bilhões (6% acima das estimativas de mercado), o que implica rentabilidade sob patrimônio líquido de 18%.

“No geral, os números ficaram muito próximos de nossas estimativas, ficando em linha com nossa projeção no nível antes dos impostos e 2% acima de nosso lucro líquido. Semelhante ao que vimos no Itaú (e diferente do Santander), a NII (margem financeira) com clientes ficou aquém das expectativas”, afirmam os analistas Eduardo Rosman, Ricardo Cavalieri e Luiz Temporini, do BTG Pactual.

O supertrunfo do Bradesco

Ainda de acordo com o trio, o Bradesco tem algo que o coloca como favorito em relação aos outros pares: o controle de custos, que se destacou mais uma vez.

Ao todo, as despesas de pessoal diminuíram 5%, o melhor corte entre os grandes bancos brasileiros.

“Já esperávamos um resultado forte aqui, mas veio até um pouco melhor do que estimamos”, completam.

Além disso, o Bradesco reduziu o número de agências e funcionários em 83 e 888, respectivamente, permitindo o sólido controle de custos.

“O grupo aumentou em 30 pontos de atendimento bancário e unidades de negócio, o que está em linha com a sua estratégia de substituição de balcões por uma estrutura de distribuição física mais econômica e mais leve”, afirmam.

Segundo a XP Investimentos, o corte é importante para fazer frente à concorrência vindo dos bancos digitais e empresas de varejo.

Real
A inadimplência ainda precisa ser vista com cautela, apontam analistas da XP (Imagem: REUTERS/Adriano Machado/File Photo)

Os analistas Marcel Campos e Matheus Odaguil, que assinam o relatório da corretora, lembram ainda que os múltiplos da empresa parecem descontados para os concorrentes, com um preço por patrimônio líquido de 1,5 vezes no trimestre.

“No conjunto, acreditamos que o resultado foi positivo e esperamos que o mercado reaja bem”, completam.

Inadimplência é ponto de interrogação

Apesar disso, eles lembram que é necessário ter cautela em relação ao índice de inadimplência, que se deteriorou 28 pontos-base no trimestre, para 2,5%.

“Ainda precisamos de mais clareza da administração sobre o aumento sazonal da inadimplência”, afirmam.

Em teleconferência com analistas, o CEO do Bradesco, Octavio de Lazari, disse que a inadimplência está sob controle, apesar da decisão do banco de fazer uma provisão extra de R$ 1 bilhão no primeiro trimestre para amortecer os efeitos da pandemia do coronavírus.

Seguros brilhou no trimestre

Já o Inter Research destacou o segmento de seguros, que teve alta de 27,7% em relação ao quarto trimestre.

“Desta forma, volta a ser um componente importante do resultado que girava em média de 30% dos lucros do Bradesco e durante a pandemia chegou a atingir 18,8%”, aponta o especialista Matheus Amaral.

Veja as recomendações:

Corretora Recomendação Preço-alvo
Inter Research Compra R$ 32
BTG Pactual Compra R$ 32
XP Compra R$ 27

 

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Renan Dantas - 05/05/2021 - 17:28

Pela Web