Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Brasil piora 3 posições em ranking de corrupção, mas fica mais “limpo”

Gustavo Kahil
25/01/2017 - 10:24

O Brasil piorou no ranking que mede a percepção de corrupção em 176 países, mostra um relatório publicado nesta quarta-feira pela Transparência internacional. Segundo os dados, o país passou da 76ª posição em 2015 para a 79ª em 2016. A pontuação, contudo, mostra que o Brasil está mais “limpo”, passando de 38 a 40 (zero é altamente corrupto e 100 muito limpo).

Os casos da Odebrecht e da Petrobras foram citados no relatório internacional como grandes exemplos de como o conluio entre empresas e políticos ceifa bilhões de dólares em receitas das economias dos países.

“Esse tipo de corrupção sistêmica e em larga escala viola os direitos humanos, impede o desenvolvimento sustentável e alimenta a exclusão social. No entanto, o país demonstrou em 2016 que por meio do trabalho independente de agentes da lei é possível punir aqueles que antes eram considerados intocáveis”, ressalta a ONG.

O acerto de contas entre a Odebrecht e o Departamento de Justiça americano em dezembro em um valor de US$ 3,5 bilhões por subornar políticos mostra que 2016 foi um bom ano na luta contra a corrupção, argumenta a Transparência Internacional.

Resultado global

Cerca de 69% dos 176 países avaliados, incluindo o Brasil, alcançaram menos de 50 pontos na escada, o que expõe o quão “a corrupção é massiva e pervasiva do setor público em escala global. Este ano, mais países caíram do que subiram no índice, demonstrando a necessidade urgente de ação”, diz o relatório.

“Em muitos países, as pessoas são privadas de suas necessidades mais básicas e vão dormir com fome todas as noites por causa da corrupção, enquanto os poderosos e corruptos aproveitam estilos de vida luxuosos de forma impune”, disse José Ugaz, presidente da Transparência Internacional.

Última atualização por - 05/11/2017 - 14:08

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto