Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

BrasilAgro ganha recomendação de compra do BB Investimentos após divulgar resultados sólidos

07/11/2020 - 13:10
Brasil Agro agricultura agronegócio campo rural soja
A BrasilAgro registrou lucro líquido de R$ 72,6 milhões entre julho e setembro deste ano, valor 86% maior em relação ao mesmo intervalo de 2019 (Imagem: Divulgação/Brasil Agro)

O BB Investimentos alterou a recomendação da BrasilAgro (AGRO3) para compra, depois que a companhia reportou números positivos referentes ao primeiro trimestre de 2021. O time de análise também estabeleceu um novo preço-alvo para a ação, de R$ 28.

“A BrasilAgro está se beneficiando não apenas de um momento muito favorável para preços dos grãos, mas também de ganhos de produtividade, resultado dos esforços da empresa no desenvolvimento de áreas onde atua”, destacou a analista Luciana Carvalho, em relatório divulgado ontem.

O BB Investimentos ainda está otimista com o desempenho do setor de grãos. A demanda internacional permanecerá consistente, principalmente por parte da China.

“Acreditamos que a BrasilAgro deve continuar surfando essa onda positiva à frente”, acrescentou a analista.

Entre julho e setembro deste ano, a BrasilAgro registrou lucro líquido de R$ 72,6 milhões, valor 86% maior em relação ao mesmo intervalo de 2019.

A receita líquida da companhia totalizou R$ 281,9 milhões, representando um aumento anual de 27,1%. As vendas de terras, com um montante de R$ 6,8 milhões (entrega da Fazenda Jatobá), foram o ponto negativo do balanço. No entanto, o BB Investimentos mostrou confiança com as oportunidades futuras.

“Ainda enxergamos uma janela de oportunidade de crescimento em vendas de terras no ano fiscal de 2021. A maior rentabilidade das culturas, principalmente dos grãos, combinada com menor custo de capital, deve estimular investimentos em terra e, consequentemente, valorização desses ativos”, comentou Carvalho.

Safra 2020/21

A BrasilAgro divulgou as projeções para a safra 2020/21. A empresa estima um crescimento de 7% da produção em relação à safra 2019/20, quando foram produzidos 322,7 mil toneladas.

A produção de milho deve ser a que mais subirá (17,1%), totalizando 48,8 mil toneladas. Em contrapartida, os volumes do feijão safrinha podem despencar 45,2%.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 07/11/2020 - 13:10

Cotações Crypto
Pela Web