AgroTimes

Brasileiros gastam 50% a mais com gasolina do que etanol na hora de encher o tanque, aponta levantamento

31 maio 2024, 8:43 - atualizado em 31 maio 2024, 8:43
gasolina etanol
No final de maio, foi mais vantajoso abastecer com gasolina frente ao etanol em apenas 11 estados; confira as maiores altas e baixas  (Imagem: Fernando Frazão/Agência Brasil)

Um novo levantamento de preços do Índice de Preços Edenred Ticket Log (IPTL), aponta que o consumidor brasileiro gasta em média R$ 331 para abastecer por completo com gasolina um tanque com capacidade para 55 litros, e R$ 220 para ter o mesmo tanque cheio com etanol. Com isso, para encher o tanque com gasolina, o motorista gasta 50,45% mais do que com etanol

No fechamento de maio, o preço médio do litro da gasolina foi encontrado a R$ 6,02, com tendência de estabilidade ante a primeira quinzena do mês. O litro do etanol foi comercializado à média de R$ 4, também estável em relação à quinzena anterior.

“Ao compararmos o consolidado de maio com o de abril, quando o litro da gasolina fechou a R$ 5,96, identificamos um aumento de 1% no preço médio. Já o etanol, que fechou o mês anterior a R$ 3,93, ficou 2% mais caro para o consumidor”, destaca Douglas Pina, Diretor-Geral de Mobilidade da Edenred Brasil.

A Região Centro-Oeste registrou a redução mais expressiva de todo o país para a gasolina, de 0,17%, em relação à primeira quinzena, fechando o mês a R$ 5,98. Porém, o menor preço médio foi encontrado no Sudeste, a R$ 5,87. O Centro-Oeste comercializou o etanol a R$ 3,88, média mais baixa de todo o território nacional, e também a maior redução, de 0,51%.

A gasolina mais cara foi identificada nos postos de abastecimento da Região Norte, a R$ 6,39. O Norte e o Nordeste compartilharam o mesmo preço médio para o etanol, de R$ 4,62, que também foi o mais caro.

Maiores altas e baixas por estado

Nos destaques por estado, o Rio Grande do Norte registrou os aumentos mais expressivos de todo o país para os dois combustíveis, com a gasolina a R$ 6,16, com acréscimo de 1,65% ante a quinzena anterior, e o etanol a R$ 4,84, após ficar 1,26% mais caro. A média mais cara para a gasolina foi registrada no Acre, a R$ 6,83, e em Sergipe para o etanol (R$ 5,04).

Em São Paulo foram encontradas as médias mais baixas de todo o país, de R$ 5,77, para a gasolina e R$ 3,79 para o etanol. Já a redução mais significativa para a gasolina, de 1,10%, foi identificada nas bombas de abastecimento da Bahia, que fechou o mês com litro a R$ 6,29. No Distrito Federal, o IPTL registrou o maior recuo para o etanol, de 0,94%, que fechou o mês a R$ 4,21.

“Abastecer com gasolina neste encerramento de mês foi considerado mais econômico apenas em 11 estados brasileiros que integram as regiões Sul, Norte e Nordeste. O etanol continua mais vantajoso em todo o Sudeste e Centro-Oeste. O etanol também é opção mais ecológica para quem opta por contribuir para uma mobilidade de baixo carbono, por ser um combustível que emite menos poluentes na atmosfera”, finaliza Pina.

Repórter
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Money Times desde março de 2023. Antes disso, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, também participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil e do Agro em Campo.
Linkedin
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Money Times desde março de 2023. Antes disso, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, também participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil e do Agro em Campo.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.