Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Brasileiros são os que mais compram online na América Latina, revela Mastercard

Diana Cheng
15/12/2019 - 20:10
45% dos brasileiros usam o desktop para realizar compras online, de acordo com a pesquisa da Mastercard (Arquivo/Agência Brasil)

O Brasil é o país em que os consumidores realizam compras online com mais frequência, de acordo com o levantamento feito pela Mastercard em parceria com a Kantar. A cada três dias, 15% dos brasileiros compram algum produto.

México e Colômbia ocupam, respectivamente, o segundo e terceiro lugares da pesquisa que abrange a América Latina e o Caribe. Consumidores das regiões realizam mais de uma compra a cada quinze dias. Argentina e da Costa Rica, com uma compra a cada duas semanas, vêm em seguida.

Dispositivos

A maioria dos brasileiros afirmaram fazer compras online usando seu smartphone. Outros 45% usam o desktop, enquanto somente 2% efetuam o pagamento dos pedidos pelo tablet.

Produtos

As categorias mais compradas online são equipamentos eletrônicos, seguidos por roupas, sapatos e acessórios, entretenimento e produtos de beleza e higiene pessoal.

“A abordagem dos fatores que motivariam os consumidores a comprar online com mais frequência poderia ajudar a aumentar ainda mais a adoção do comércio eletrônico na região”, afirmou Jorge Arbesu, vice-presidente de Segurança Cibernética para a LAC.

Como fazer os latino-americanos comprarem mais online?

Educar os consumidores sobre as novas tecnologias permite que o comércio eletrônico se espalhe para mais famílias, disse o vice-presidente de Segurança Cibernética para a LAC (Imagem: Pixabay)

Apesar do crescimento do comércio eletrônico, consumidores continuam inseguros quanto ao vazamento de dados do cartão durante ou após a compra – principalmente no México, Colômbia, Peru, Costa Rica e República Dominicana.

“Educar esses consumidores sobre novas tecnologias, como inteligência artificial e autenticação biométrica passiva, pode permitir que o comércio eletrônico se espalhe para mais famílias, transformando esses compradores raros em frequentes, assim que souberem que podem confiar no sistema”, destacou Arbesu.

Outro obstáculo é o fato de os clientes não poderem tocar no produto. Os brasileiros, em especial, destacaram os altos custos do envio.

Próxima fase: biometria

A pesquisa também revelou que a maioria dos consumidores desejam ver a biometria como a próxima fase para autenticação. Dentre as medidas estão as impressões digitais e o reconhecimento facial.

Última atualização por Diana Cheng - 13/12/2019 - 16:30

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto